Clique aqui e veja as últimas notícias!

RIO VERDE

Moradores protestam contra instalação <br>de aterro sanitário coletivo

População quer que aterro atenda exclusivamente o município de Rio Verde
22/07/2018 18:16 - LUANA RODRIGUES


 


Moradores de Rio Verde de Mato Grosso fizeram uma manifestação contra a instalação de um Aterro Sanitário coletivo na cidade, que deve atender outros 19 municípios. A manifestação ocorreu hoje.

Conforme apurado pelo site JP News, a população foi as ruas para dizer não a proposta que visa, segundo eles, transformar Rio Verde na capital do lixo da região norte do Estado. 

“Somos contra a implantação de um lixão coletivo aqui em Rio Verde. Entendemos que existe uma política de resíduos sólidos que deve ser implementada no país por força de lei, mas não queremos que nossa cidade seja a receptora de todo o lixo produzido nos municípios da região norte do Estado", destacou o advogado Pedro Francisco Luis Filho.

A população quer que o aterro sanitário municipal atenda somente as necessidades do próprio município, e não a demanda de outras 19 cidades, como prevê proposta apresentada. 

"Somos contra a implantação de um lixão coletivo aqui em Rio Verde. Entendemos que existe uma política de resíduos sólidos que deve ser implementada no país por força de lei, mas não queremos que nossa cidade seja a receptora de todo o lixo produzido nos municípios da região norte do Estado. Cada cidade pode e deve construir seu próprio aterro sanitário", disse Filho.

O protesto, organizado pelos moradores reuniu autoridades, empresários, professores, estudantes. Eles temem que a cidade, conhecida pelo potencial turístico, seja prejudicada pelo projeto que, ainda segundo os organizadores do manifesto, precisa atender as determinações da Política Nacional de Resíduos Sólidos. 

"Nosso protesto visa proteger o meio ambiente de Rio Verde, nossos mananciais e a nós mesmos já que a água que consumimos aqui vem do aquífero que fica sob o local onde querem instalar o lixão. Nossa preocupação é também evitar que nossa cidade fique conhecida como Lixão do Norte. Somos uma cidade turística e precisamos defender nossos interesses”, destacou manifestante.