Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FESTA JUNINA

Com chamamé, samba e MPB, Arraial da Concha investe na diversidade musical

Festa acontece no Parque das Nações Indígenas com entrada gratuita
22/06/2019 16:24 - NAIANE MESQUITA


 

Na contramão das festas juninas tradicionais, o Arraial da Concha terá samba e chamamé na programação. O evento, projeto da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), reúne música, artesanato, gastronomia, além de produtos de economia criativa. A festa começa na sexta-feira (28) e segue até domingo, sempre a partir das 17 horas. 

O Arraial começa na sexta (28), com Geraldo Espíndola e Marcelo Loureiro, que se apresentam juntos na Concha. A “Dama do Rasqueado”, Delinha, encerra o espetáculo. Os shows começam às 18h30 e animam o público com canções que fazem parte da nossa tradição.

Já no sábado (29), as apresentações serão do músico e compositor Gideão Dias, a cantora Juci Ibanez e a bateria da Escola de Samba Vila Carvalho levam o tom do Brasil ao palco da Concha. Os shows começam às 18 horas.

Para finalizar, no domingo (30) é a vez dos ritmos que animam os bailes do Estado agitarem a Concha. Chama Campeira, Grupo Uirapuru e Canto Guarany tocam muita vaneira e chamamé, mostrando ao público músicas autorais e clássicos dos dois estilos. As apresentações também começam a partir das 18 horas.

Muita festa pela frente – O Arraial da Concha não termina no domingo. As apresentações seguem até o dia 21 de julho. Do Rock à MPB, do Sertanejo ao Samba, todos os ritmos estão contemplados no próximo mês. 

A Concha Acústica Helena Meirelles fica no Parque das Nações indígenas, na Rua Antonio Maria Coelho, 6000. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 3314-2030.

 

Felpuda


Prefeitura de município do interior de MS recebeu recomendação do Ministério Público do Estado no sentido de exonerar servidores comissionados, livres do cartão de ponto, que são parentes de secretários da administração e de vereadores. O nepotismo se tornou um excelente “negócio” por lá, e se até o dia 6 de agosto as devidas providências não forem tomadas, medidas serão adotadas, como ação por improbidade administrativa. Tem gente que não aprende mesmo, né?