Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ARTIGO

Venildo Trevisan: "A vida no caminho"

Frei
29/02/2020 01:00 - Da Redação


Passado o Carnaval, a Igreja nos convida a entrar num período de penitencia e de conversão interior, um tempo de oração e de reflexão. Esse é o período da Quaresma. Quarenta dias em preparação à Páscoa com o Senhor. Um tempo para exercitar o jejum, a esmola e a oração. E, para colaborar com esse exercício da fé, no Brasil realizamos a Campanha da Fraternidade.

O tema para esse ano é: “Fraternidade e Vida: dom e compromisso”. E o Lema: “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele”. Essa reflexão se inspirou na Parábola do Bom Samaritano. (Lc.10m25-37)

“Um especialista em leis se levantou e, para tentar Jesus, perguntou: “Mestre, o que devo fazer para receber em herança a vida eterna?” Jesus lhe disse: “O que é que está escrito na Lei? Como você lê?” Ele então respondeu: “Ame o Senhor, seu Deus, com todo o seu coração, com toda a sua alma, com toda a sua força e com toda a sua mente; e a seu próximo como a si mesmo,”  

Jesus lhe disse: “Você respondeu certo. Faça isso e viverá”. Mas o especialista em leis, querendo se justificar, disse a Jesus: “E quem é o meu próximo?” Jesus respondeu: “Um homem ia descendo de Jerusalém a Jericó, e caiu nas mãos de assaltantes, que lhe arrancaram tudo, e o espancaram. Depois foram embora, e o deixaram quase morto”.

Por acaso, um sacerdote estava descendo por aquele caminho; quando viu o homem, passou adiante pelo outro lado.O  mesmo aconteceu com um levita; chegou ao lugar, viu e passou adiante pelo outro lado. Mas um samaritano, que estava viajando, chegou perto dele e fez curativos, derramando óleo e vinho nas feridas.”.

Depois colocou o homem em seu próprio animal e o levou a uma pensão, e cuidou dele. No dia seguinte pegou duas moedas de prata, e as entregou ao dono da pensão, recomendando: “Tome conta dele. Quando eu voltar, vou pagar o que tiver gasto a mais”.

E Jesus perguntou: “Na sua opinião, qual dos três foi o próximo do homem que caiu nas mãos dos assaltantes?” O especialista em leis respondeu: “Aquele que  praticou misericórdia com ele”. Então Jesus lhe disse:: “Vá e faça a mesma coisa”

Essa parábola proposta por Jesus abre um espaço imenso no coração e na mente de qualquer cristão e não cristão. Para o povo judeu era sagrado observar o mandamento do amor: amar a Deus e ao próximo. O próximo era o compatriota e o membro do povo de Deus. Também era considerado quem se tornasse membro da religião judaica.

Mas Jesus mostra que o próximo não é apenas alguém com quem possui vínculos, mas todo aquele que necessita ajuda. Próximo é todo aquele que sofre diante de nós. É todo aquele que revela em sua dor a importância de nos despir do comodismo e estendermos nossas mãos de misericórdia.

Amar a Deus e ao próximo é uma realidade só. É mostrar que somos capazes de sentir compaixão e cuidar. Não será apenas olhar de longe e ter pena. Mas será chegar junto, acolher e sarar as feridas, tanto do corpo quanto da alma.

De acordo com a parábola do Bom Samaritano será necessário concretizar a ordem proposta por Jesus àquele especialista em leis: Vá e faça a mesma coisa”.. 

Felpuda


Pré-candidato a prefeito de Campo Grande divulgou vídeo em que político conhecido Brasil afora anuncia apoio às suas pretensões. O problema é que o tal líder já andou sendo denunciado por mal feitos em sua trajetória, sem contar que o pai do dito-cujo teve de renunciar ao cargo de ministro por ter ligações nebulosas com empresa de agrotóxico. Depois do advento da internet, essa coisa de o povo ter memória curta hoje não passa de coisa “da era pré-histórica”.