Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MUNDO

China ordena retirada de área de grandes explosões

A retirada de moradores abrange um raio de três quilômetros
15/08/2015 21:00 - AGÊNCIA BRASIL


Autoridades chinesas ordenaram, neste sábado (15), a retirada da área que fica perto do epicentro das explosões que atingiram um depósito de produtos químicos na cidade portuária de Tianjin, no nordeste da China, na quarta-feira (12).

A retirada de moradores abrange um raio de três quilômetros. Eles foram levados para uma escola próxima.

A determinação veio após temores de uma possível contaminação química. Novos focos de incêndio e a mudança na direção dos ventos aumentaram o risco da expansão de partículas tóxicas pela região. Pequenas explosões ainda são registradas.

Segundo o subdiretor de segurança laboral de Tianjin, Gao Huaiyou, não se sabe ao certo quais produtos químicos estavam armazenados nos contêineres que explodiram.

A identificação ainda não foi possível por causas dos danos registrados nos escritórios da companhia e também por "divergências entre a documentação da empresa e os registros dos clientes", afirma Huaiyou.

Informações extraoficiais indicam, porém, que o armazém guardava principalmente nitrato de amônia, nitrato de potássio e carboneto de cálcio. Também há indicações da presença de diisocianato de tolueno, componente altamente tóxico.

A polícia chinesa, porém, confirmou que funcionários do escritório ambiental de Tianjin confirmaram a presença de cianeto de sódio no local –o produto é fatal quando ingerido ou inalado.

De acordo com a agência de notícias estatal, ao menos 104 pessoas morreram -incluindo 21 bombeiros. Outras 720 ficaram feridas, algumas em estado grave. Há, também, dezenas de desaparecidos.

Um homem de 50 anos foi resgatado vivo a 50 metros de distância da explosão, segundo a agência oficial. Ele sobreviveu por três dias em um contêiner e sofreu problemas respiratórios. Sua situação é estável.

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!