Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

EDUCAÇÃO

Classe social influencia em nível de alfabetização infantil

Número de crianças ricas bem alfabetizadas é seis vezes maior
05/04/2017 15:26 - Karyna Salles


A desigualdade social do Brasil tem influenciado no nível de alfabetização entre crianças desde cedo. Dados do movimento Todos pela Educação (TPE),  revelam que o número de crianças ricas bem alfabetizadas é seis vezes maior que entre as pobres.

Apenas 45,% da crianças que integram família com renda de até um salário mínimo (R$ 937) têm o nível adequado de alfabetização, conforme critérios estabelecidos pelo Ministério da Educação (MEC). No âmbito da leitura e da escrita, o percentual cai para 24,9% e da matemática despenca para 14,3%. Já entre crianças de famílias com renda acima de sete salários mínimos (R$ 6.559), os percentuais aumentam: 98,3% têm nível considerado adequado em leitura; 95,4% em escrita e 85,9% em matemática.

Conforme o levantamento, as desigualdades também existem entre aqueles que moram na cidade e no campo e entre as regiões do país. A diferença no percentual de crianças com alfabetização adequada entre área urbana e área rural chega a 14 pontos percentuais em leitura, 20,6 pontos em escrita e 17,5 pontos em matemática, sendo que aqueles que moram na cidade têm os melhores desempenhos. Entre as regiões, o Norte e o Nordeste registram os menores percentuais de crianças com alfabetização adequada. A diferença dessas regiões para as de melhor desempenho - Sudeste em leitura e matemática, e Sul em escrita - chega a 32 pontos percentuais em matemática 38,6 em escrita e 23,7 em leitura.
 
Fundado em 2006, o movimento Todos pela Educação estabelece cinco metas para que, até 2022, o Brasil garanta a todas as crianças e jovens o direito à educação de qualidade. Entre as metas está a de ter toda criança plenamente alfabetizada até os 8 anos. Por lei, pelo Plano Nacional de Educação (PNE), sancionado em 2014, o Brasil deve, até 2024, alfabetizar todas as crianças até o 3º ano do ensino fundamental. 

Felpuda


Outrora bons de votos – faziam adversários temerem o confronto nas urnas –, agora, por mais que tentem, alguns políticos não conseguem, nem de longe, alcançar patamar de outros tempos e voltar ao que eram. 

O pior é que, a cada disputa, a preferência popular só vem diminuindo. Neste ano, a eleição municipal demonstrou que muitos já estão com prazo de validade vencido e rótulo gasto.

E faz tempo, hein?!