Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

EDUCAÇÃO

Enem ocorreu com tranquilidade, diz presidente do Inep

Enem ocorreu com tranquilidade, diz presidente do Inep
11/11/2019 12:00 - AGÊNCIA BRASIL


Pelas redes sociais o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, disse que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ocorreu com tranquilidade. "Descanse, relaxa, você fez uma boa prova, estamos torcendo por você".

Ontem (10) foi o segundo dia de prova do Enem. Participantes fizeram as provas de matemática e ciências da natureza em mais de 1,7 mil municípios. No último domingo (3), os candidatos fizeram as provas de linguagens, ciências humanas e redação. O tema da redação deste ano foi  “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”.

"O Enem terminou, tudo ocorreu com tranquilidade", afirmou em vídeo, Lopes. O presidente do Inep participa agora, junto com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, de coletiva de imprensa para divulgar o balanço final do exame. 

Os gabaritos oficiais serão divulgados na quarta-feira (13). Também serão divulgados os Cadernos de Questões, em todas as suas versões. No total, serão seis gabaritos para cada dia de aplicação e seis Cadernos de Questões, de acordo com as cores da prova e opções acessíveis. 

Os participantes deverão ficar atentos para conferir o gabarito relativo à cor de prova que fez em cada domingo de aplicação.

Os resultados individuais do Enem 2019 serão divulgados na Página do Participante e no aplicativo do Enem, em janeiro de 2020, a partir de consulta com CPF e senha. 

O resultado dos participantes eliminados, segundo o Inep, não será divulgado, mesmo que eles tenham realizado o Enem nos dois dias de aplicação. Para os treineiros, que fazem o exame para autoavaliação de conhecimentos, a consulta só será liberada em março do ano que vem.

Felpuda


Candidato a prefeito de cidade do interior foi buscar “inspiração” para elaborar seu programa de governo.

Assim, não se fez de rogado em beber da fonte de prefeito que tenta a reeleição em município da Bahia.

O dito-cujo cá dessas bandas copiou as propostas e vinha as apresentando como sendo de sua autoria.

A população já descobriu o plágio e ainda aguarda uma explicação.

Se não houver, as urnas certamente a darão.