Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

GRUPO JIHADISTA

Estado Islâmico executou quase 100 pessoas em um mês

Estado Islâmico executou quase 100 pessoas em um mês
31/08/2015 03:00 - AGÊNCIA BRASIL


O grupo jihadista Estado Islâmico executou, no período de um mês, quase 100 pessoas, um terço das quais civis, nas áreas que estão sob o seu controle na Síria, informou ontem (30) o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

Segundo a entidade, o grupo executou entre 29 de julho e 29 de agosto 91 pessoas, incluindo 32 civis. O balanço inclui também membros do grupo extremista, combatentes rebeldes e membros das forças do presidente Bashar Al Assad, de acordo com o observatório.

Com o balanço, sobe para 3.156 o número de pessoas executadas na Síria pelos extremistas desde junho de 2014. Entre as vítimas, há 1.841 civis.

A feitiçaria, a homossexualidade e a colaboração com a coligação liderada pelos Estados Unidos que combate os jihadistas são práticas punidas com a morte nas áreas controladas pelo Estado Islâmico.

Na Síria, o grupo extremista sunita, que controla várias regiões em províncias do norte e centro do país, tem sido alvo, desde setembro de 2014, de ataques aéreos de uma coligação internacional liderada pelos Estados Unidos.

Estes ataques ajudaram as forças curdas a recuperar algumas regiões, sem, no entanto, conseguir neutralizar o grupo extremista.

No sábado, oito jihadistas do Estado Islâmico foram mortos em um bombardeamento da coligação na cidade de Raqa (norte), considerada a base do grupo na Síria.

Felpuda


Sem conseguir controlar a verborragia, figurinha estreante no mundo político-partidário, e que se acha “o último biscoito do pacote”, acabou batendo de frente com titãs da política. Primeiro perdeu os anéis e, agora, os dedos correm sérios riscos. Anda “ameaçando” deixar o lugar onde se encontra, só que por lá vem ouvindo frases como “se é por falta de adeus...”, “os incomodados que se mudem” e “não fará nenhuma falta”.

Como se vê...