Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TERRORISMO

Europa deve aumentar controle de documentos e bagagens em trens

O ministro afirmou que checagens e revistas serão reforçadas "onde for necessário"
29/08/2015 23:00 - FOLHAPRESS


O ministro francês do Interior, Bernard Cazeneuve, anunciou neste sábado (29) medidas de reforço de segurança nas viagens de trens internacionais pela Europa em resposta a um ataque frustrado no serviço Thalys, entre Paris e Amsterdã, no último dia 21.

O ministro afirmou que as checagens de documentos e revistas de bagagens nos trens serão reforçadas "onde for necessário".

Cazeneuve falou após uma reunião com ministros e autoridades de segurança de nove países europeus, além de representantes da União Europeia (UE), convocada após o incidente, tratado com uma tentativa de atentado.

As medidas de segurança esbarram nas disposições legais da União Europeia que, na prática, abriram as fronteiras entre a maior parte dos países do bloco após a assinatura do Acordo de Schengen. A extensa malha ferroviária do continente deve também dificultar o monitoramento. Não foi divulgada uma data para que as novas diretrizes entrem em vigor.

O marroquino Ayoub El-Khazzani , cuja família se radicou na Espanha, já era monitorado pelos serviços de inteligência como potencial terrorista, mas isso não o impediu de entrar no trem de alta velocidade entre Amsterdã e a capital francesa com duas armas de fogo na mala, entre elas um fuzil AK-47.

O ataque só foi frustrado porque três militares americanos e um britânico, que viajavam a turismo, perceberam a ameaça e neutralizaram o agressor.
Khazzani havia comprado sua passagem em dinheiro e, com isso, não teve seu documento de identidade solicitado antes do embarque. Ele foi detido e está sob custódia na França, onde foi indiciado por terrorismo - ele nega a motivação.

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!