Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

JOÃO MIGUEL

Filho de homem que roubou dinheiro de campanha morre em BH

Dinheiro era para tratamento de João Miguel
17/10/2019 16:47 - FÁBIO ORUÊ


 

Bebê de um ano e dez meses, João Miguel, morreu na manhã desta quinta-feira (17), em Belo Horizonte (MG). Ele é filho de Matheus Henrique Leroy Alves, de 37 anos, que fugiu com dinheiro arrecadado na vaquinha organizada por ele e pela mãe do menino, que lutava contra uma Amiotrofia Muscular Espinhal (AME), segundo o noticiário local. 

A arrecadação do dinheiro era para custear o tratamento do bebê, que por causa da doença degenerativa, que causa perda dos neurônios motores, João Miguel precisava tomar uma medicação que custava R$ 375 mil. 

Moradores da cidade de Conselheiro Lafaiete (MG) e até mesmo a Polícia Civil se mobilizaram para arrecadar dinheiro e promover campanhas para custear o tratamento do menino. Em quase um ano, foi arrecadado mais de R$ 1 milhão. Depois de liminar, no dia 14 de junho deste ano, a campanha foi suspensa e o dinheiro foi bloqueado. 

Mateus Henrique foi preso em um hotel em Salvador no dia 22 de julho deste ano, após a mãe de João Miguel denunciá-lo. A Polícia Civil o prendeu após receber informações de que ele teria viajado a passeio com parte do valor arrecadado em uma campanha para pagar o tratamento do filho.

 

Felpuda


Com trabalho suspenso, por causa da Covid-19, investigação parou sem ter começado e, agora, dois dos cabeças do grupo de trabalho estão “chovendo no molhado”. Assim, para continuar, digamos, em evidência, vêm divulgando sobre a “firmeza” de ambos em “dar continuidade”, tão logo acabe a pandemia que, assim como os resultados dos trabalhos, são incógnitas que só. Portanto, melhor seria aguardar o desenrolar dos acontecimentos para sair “cantando de galo”.