Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

SAÚDE

“Dia D”, campanha de vacinação acontece neste sábado em Campo Grande

Com horários especiais as Unidades de Saúde buscam melhorar números para atingir meta de vacinação
07/11/2020 13:32 - Thais Libni


O dia de multivacinação que ocorre neste dia (07) em diversas cidades do Mato Grosso do Sul, busca atingir a meta de 95% de 160 mil crianças e adolescentes que precisam ser vacinados.

O Técnico de Enfermagem Rodrigo Ferreira, presente na Unidade de Saúde Dr. Germano Barros Souza, explica que os números de pessoas se encaminhando a unidade básica de saúde esta baixo. “A vacina serve para prevenir doenças que podemos adquirir com o tempo, ew muitas mães acabam deixando passar meses anos sem a vacinação, o que faz a criança não ter a imunidade que ela deveria ter, ai mais tarde quando se depara com a doença, a criança acaba vindo parar no hospital, com complicações” explicou o técnico.

Ainda de acordo com Rodrigo, a pandemia está ocasionando todo esse espaço de tempo sem as crianças tomarem vacina, mas isso não deve ser desculpa.

Durante a espera para entrar com Benjamin de um ano e três meses, Katiusia Magalhães, relatou que sempre busca estar com a caderneta de vacinação em dia, e que para isso ela sempre está informada sobre as campanhas de vacinação que ocorrem na cidade.

A campanha de multivacinação nacional foi finalizada em 30 de outubro.  No entanto, com apenas 17 dos 79 municípios do estado tendo atingido a meta de 95% imunizadas, a Secretária de Saúde (SAS), continuo com a campanha nas unidades de saúde até este sábado.

Até o momento a cobertura vacinal é de 53,32%, o que representa 85,9 mil indivíduos vacinados.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) ressalta que é fundamental que haja vacinação de um grande número populacional para garantir o controle e eliminação de doenças imunopreveníveis, como da rubéola, da síndrome rubéola congênita e da poliomelite.

 
 

Felpuda


Embora tenha manifestação de que não haverá mudanças na administração municipal que se iniciará dia 1º de janeiro, o que se ouve por aí é que a realidade não seria bem assim.

Alguns setores deverão passar por alterações, como forma de se azeitar engrenagens que estariam deixando a desejar. 

O Diário Oficial, a partir daquela data, deverá ser a publicação mais lida a cada manhã.