Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COVID-19

“Se fizer lockdown, população aglomera no mirante e na orla”, diz prefeito

Marcos Trad disse que medidas mais rígidas não adiantam se não houver colaboração da população
06/07/2020 12:03 - Gabrielle Tavares, Glaucea Vaccari


 

Com aumento do número de casos confirmados da Covid-19 em Campo Grande, grande parte da população tem cobrado medidas mais restritivas ao prefeito da Capital, em especial o lockdown, que é o fechamento de todas as atividades que não sejam consideradas essenciais. Prefeito Marcos Trad afirmou que a medida está descartada por enquanto e que não surtiria efeito devido ao comportamento da população.

“Eu posso fechar tudo, mas o pessoal continuaria indo no mirante, na orla, na lagoa. É o comportamento, é extremamente importante”, disse.  

Para fazer tal afirmação, Trad comparou a situação atual com a do início da pandemia, quando foi decretado o fechamento de todas as atividades comerciais que não são consideradas essenciais, incluindo paralisação do transporte público.

“Se pegar março, abril e maio, foram os menores índices nossos [de casos]. Nesses três meses não era obrigado a usar máscara, não tinha barreira sanitária, toque de recolher era de 0h às 5h. Agora obrigamos uso da máscara, intensificamos fiscalização, dobramos barreira, mas o pessoal não respeita. Então são regras rígidas para resolver, é a consciência da população”, disse.

Prefeito disse ainda que a população relaxou em medidas simples, como limpar sacolas de mercado ou tirar sapatos ao chegar em casa da rua, além de outras medidas de distanciamento que eram cumpridas no início e passaram a ser desrespeitadas.  

“Com essas medidas [obrigação de máscaras e fiscalização] vamos ver agora qual vai ser o comportamento social. As pessoas falam muito de lockdown, todos os lugares onde teve lockdown reduziu circulação social, mas a eficiência dela depende do comportamento da sociedade”, acrescentou.

Campo Grande tem, até esta segunda-feira (6), 3.164 casos confirmados de Covid-19 e 23 mortes. Apenas nas últimas 24 horas, foram 75 novos testes positivos e um óbito.

 

Felpuda


É quase certo que a aposentadoria deverá ocorrer de maneira mais rápida do que se pensava em determinado órgão. O que deveria ser a tal ordem natural dos fatos acabou sendo atropelada por acontecimentos considerados danosos para a imagem da instituição. Os dias estão passando, o cerco apertando e já é praticamente unanimidade de que a cadeira terá de ter substituto. Mas, pelo que se ouve, a escolha não deverá ser com flores e bombons de grife.