Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CARNAVAL 2020

“Superou nossas expectativas”, diz presidente das escolas de samba de Campo Grande

Apuração dos votos será nesta quarta-feira às 16 h
26/02/2020 10:45 - Bruna Aquino


 

Com cores vibrantes, temas importantes na sociedade e muito samba no pé, as duas noites de desfiles das escolas de samba da Capital renderam vários elogios para as escolas campo-grandenses neste ano. “Superou nossas expectativas”, foi o que informou o presidente da Liga das Escolas de Samba de Campo Grande (Lienca), Eduardo Souza Neto ao Correio do Estado nesta quarta-feira de cinzas. Em dois dias, o evento reuniu na praça do Papa cerca de 32 mil pessoas, segundo a organização do evento. 

Para o presidente da liga, todas as escolas foram bem satisfatórias e chamou a atenção do público e principalmente dos jurados. “As duas noites foram muito boas, mesmo com recursos limitados, as escolas se superaram e fizeram o melhor na avenida”, disse. 

Segundo Neto, a expectativa agora é a apuração das notas. Esse ano, o time de jurados é diferente. Ao todo, são 18 jurados do Rio de Janeiro que serão responsáveis por avaliar as escolas nos quesitos Bateria, Samba Enredo, Comissão de Frente, Evolução, Fantasia, Enredo, Harmonia, Alegoria e Adereços, Mestre Sala e Porta Bandeira. “Estamos na expectativa com os jurados, já haviam feito a avaliação no desfile de Corumbá e tivemos boas referências, diante dos recursos fizeram trabalho a longo prazo e essa era uma solicitação antiga de algumas escolas de samba”, contou. 

A apuração dos votos está marcada para esta quarta-feira de cinzas, às 16 horas no Teatro de Arena do Horto Florestal com entrada pela avenida Fábio Zahran, n° 316. 

A premiação este ano também será diferente. Serão entregues para a escola vencedora, um troféu e medalhas para cada comissão. Neto explica que esse ano não haverá premiação em dinheiro por acordo entre as escolas. “Pela questão da contratação dos jurados de fora, que era um desejo das escolas, a premiação ficou em planilha para ser utilizada com os jurados”, destacou.  

PRIMEIRO DIA

Como tradição, abrindo o desfile este ano, Rei Momo Kleverton Borges, Rainha Rebecca Dalbinie e as princesas, Lara Morena e Raihanny Ribeiro fizeram a abertura dos desfiles animando o público com muito samba no pé e sorriso no rosto. 

Deu ínicio ao desfile, a Associação Recreativa Herdeiros do Samba, formada por crianças e adolescentes, trouxe o samba-enredo “Animais: escravos? Amigos? Companheiros? Ou explorados o ano inteiro?”, com o objetivo de abordar os maus tratos aos animais e conscientizar sobre o mal bastante praticado na sociedade. A associação utilizou de mini carros alegóricos voltados ao tema. 

 
 

A escola de samba, Unidos do Aero Rancho trouxe a comunicação social e a vida humana como enredo principal. “A semente do bem e do mal não vem das antenas de TV. A arte da vida humana na comunicação social”.

Trazendo a predominância do roxo e do preto, representando a carta “coringa” do baralho, a Unidos do Cruzeiro apresentou o tema “Jogar é um desafio, desafios envolvem riscos, riscos envolvem incertezas, incertezas envolvem perdas ou ganhos”. 

Encerrando o primeiro dia do desfile, a última escola a pisar na avenida, Cinderela Tradição do José Abrão, trouxe a combinação de cores vibrantes e deu destaque ao grupo das baianas pela história de vida e animação. O samba-enredo escolhido pela escola esse ano foi “E você tem medo de quê?”. 

 

 

SEGUNDO DIA 

No segundo dia de desfile, a Igrejinha apresentou o enredo “Escute o trovão, é Xangô chegando”, em homenagem a Xangô, entidade bastante cultuada pelas religiões afro-brasileiras, sendo considerado deus da justiça, dos raios, dos trovões e do fogo, além de ser conhecido como protetor dos intelectuais. Na avenida, a escola predominou as cores, dourado e vermelho. 

Enquanto a Unidos da Vila Carvalho, atual campeã de 2019, debateu o preconceito com o tema “Carvalho com consciência negra”. De acordo com o presidente da Vila Carvalho, Wauler Castro Carvalho, a escola tratou sobre a tolerância e o apoio a todas as etnias. Ao todo, participaram 600 integrantes da escola. 

Deixar Falar trouxe como tema a vida no campo com “Tocando em Frente, sou Caipira Pirapora” e Catedráticos do Samba abordou a religiosidade falando sobre a trindade “Um Brasil de Três Raças”. 

 

Felpuda


Pré-candidato a prefeito de Campo Grande divulgou vídeo em que político conhecido Brasil afora anuncia apoio às suas pretensões. O problema é que o tal líder já andou sendo denunciado por mal feitos em sua trajetória, sem contar que o pai do dito-cujo teve de renunciar ao cargo de ministro por ter ligações nebulosas com empresa de agrotóxico. Depois do advento da internet, essa coisa de o povo ter memória curta hoje não passa de coisa “da era pré-histórica”.