Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORONAVÍRUS

“Vamos pagar muito caro”, diz secretário sobre baixo índice de isolamento

Geraldo Resende disse que consequências da taxa abaixo da média nacional virão em até um mês
21/04/2020 16:54 - Adriel Mattos


 

Em mais um dia que Mato Grosso do Sul registrou o pior índice de isolamento social entre todas as unidades da Federação, o secretário de estado de Saúde, Geraldo Resende, foi taxativo ao anunciar a atualização dos números da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. O Estado pode enfrentar consequências graves já que o índice está longe do ideal.

“Nos últimos dias houve um afrouxamento por parte da população, e tenho certeza que vamos pagar muito caro dentro de 20 a 30 dias. Ficar em casa ainda é o melhor remédio, a melhor vacina para o enfrentamento da Covid-19”, alertou. Na segunda-feira (20), apenas 46,2% da população ficou em casa, abaixo da média nacional de 52,3%.

A taxa do Estado é o resultado da participação dos municípios que contabiliza uma diferença de 34,5% do pior para o melhor índice. Ontem, a cidade com maior movimentação foi Juti, com índice de 35,1% e a melhor adesão ficou com Bela Vista e Alcinópolis onde 69,5% das pessoas permaneceram em suas casas. Em Campo Grande, 45,6% dos moradores não saíram de suas residências.

Resende elogiou a atuação dos profissionais da saúde e também da segurança pública e dos demais serviços essenciais. “Se temos até presente momento a situação sob controle e se quisermos manter, é preciso ter a colaboração de todos. Fique em casa, esse é um pedido de todos os profissionais da área que estão hoje trabalhando 24 horas por dia para salvar vidas”, destacou.  

Sobre os cuidados que precisam ser redobrados neste momento em que há a interiorização da doença, a secretária-adjunta, Christine Maymone, reforça as medidas. “Que a gente continue, com todo nosso isolamento social, uso de máscara na rua, saindo somente quando necessário, lavagem das mãos, e principalmente etiqueta respiratória”, afirmou.

 

Felpuda


Pré-candidato a prefeito de Campo Grande divulgou vídeo em que político conhecido Brasil afora anuncia apoio às suas pretensões. O problema é que o tal líder já andou sendo denunciado por mal feitos em sua trajetória, sem contar que o pai do dito-cujo teve de renunciar ao cargo de ministro por ter ligações nebulosas com empresa de agrotóxico. Depois do advento da internet, essa coisa de o povo ter memória curta hoje não passa de coisa “da era pré-histórica”.