Clique aqui e veja as últimas notícias!

AEDES AEGYPTI

Sem registro de mortes, 35 municípios do estado já confirmaram casos de dengue em 2021

Já são quase 1.500 mil casos notificados em Mato Grosso do Sul
14/02/2021 14:55 - Brenda Machado


Num intervalo de sete dias, o número de municípios com registros de infecções por Dengue aumentou 25% em Mato Grosso do Sul.

De acordo com dados coletados pela secretaria estadual de Saúde, até esta quarta-feira (10), o mês de fevereiro começou com confirmações em 28 cidades, agora já são 35.

Em 2021, o estado já notificou 1.463 pessoas com prováveis casos de Dengue e, confirmou 419. Felizmente, até o momento nenhum óbito foi registrado.

Últimas Notícias

Em relação as cidades com a maior alta no número de casos, a Capital lidera, foram 115 infectados desde o início do ano.

Na sequência vem Rio brilhante (76), Três Lagoas (74), Corumbá (49) e Ladário (23). Todos os demais municípios tem menos de 10 casos cada.

Ainda conforme o levantamento da SES, três cidades do estado já estão na faixa vermelha, com alta incidência da doença, são elas: Antônio João, Camapuã e Ladário.

Apesar dos municípios apresentarem poucas infecções, o cálculo é feito na estimativa de 300 casos por cada 100 mil habitantes.

Outros nove municípios ocupam a faixa amarela, com média incidência, registrando entre 100 e 300 casos por 100 mil habitantes, são eles: Corumbá, Rio Brilhante, Bataguassu, Três Lagoas, Inocência, Pedro Gomes, Água Clara, Santa Rita do Pardo e Deodápolis.

Ano Passado

Conforme os dados dos boletins estaduais, entre o primeiro e o último dia de 2020, foram registrados 41.378 confirmações de dengue e 42 mortes.

Mato Grosso do Sul permaneceu por meses e fechou o ano ocupando o 2º lugar entre os estados do Brasil em alta incidência de casos de dengue. Observando as atualizações, foi possível notar que todos os 79 municípios do estado encerraram o período na faixa vermelha da doença. 

As cidades que registraram maior incidência foram: Campo Grande, Ponta Porã, Três Lagoas, Corumbá, Amambaí e Dourados.

Mesmo assim Campo Grande teve uma queda de 30% no número de casos, em relação ao ano anterior. Foram registrados 13.141 confirmações de dengue e 7 óbitos.

Conforme explicou a secretaria municipal de Saúde, "o saldo positivo é reflexo das ações de enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti realizadas ao longo do ano, mesmo com a pandemia de Covid-19."

Assine o Correio do Estado