Cidades

Alimentação

A festa (junina) da caloria

A festa (junina) da caloria

Laís Camargo

04/06/2011 - 12h30
Continue lendo...

Em apenas uma noite, duas mil calorias. Embora 'naturais', milhos e amendoins das festas juninas podem ser uma bomba calórica. Para não comprometer a dieta, escolha apenas um dos dois. Paçoca ou pé-de-moleque?
 

Os pratos têm como base ingredientes nutritivos e benéficos. A composição dos quitutes, porém, é responsável por transformar o saudável em perigo, prinicpalmente ao coração, alerta o cardiologista do Hospital Nove de Julho, José Luiz Cassiolato.

O amendoim é uma semente oleaginosa, rica em gorduras boas e vitaminas. Sozinho, é capaz de ajudar na prevenção de doenças cardiovasculares. Nas versões pé-de-moleque e paçoca, indispensáveis em uma boa festa caipira, são tão perigosos quanto saborosos.

Segundo Cassiolato, o abuso isolado requer uma mudança de hábito do sistema digestivo. Alimentos com muita gordura retardam a digestão, elevam os índices de colesterol e aumentam a pressão arterial.

"Fartar-se de tais guloseimas pode ser catastrófico. Esses alimentos, somados ao consumo de bebidas alcoólicas doces, são gatilhos para problemas cardíacos, como o infarto, por exemplo. Nas pessoas ditas saudáveis, os riscos são menores, mas não devem ser desprezados", afirma.

Diabéticos, cardíacos e hipertensos, pela recomendação médica, devem aproveitar a festa para pular a fogueira, dançar quadrilha e, se possível, comer os pratos in natura. Milho cozido e pinhão estão na lista das comidinhas sem contraindicação. Para aliviar o "drama", ingerir um docinho – mas apenas um, frisa o cardiologista – também é permitido. Com o quentão e vinho quente, porém, não há diálogo ou exceção: "Estão banidos do cardápio do grupo de risco."

O peso da brincadeira

Em média, 100 gramas de paçoca contêm 570 calorias. O pé-de-moleque não fica muito aquém: 440. Os grandes vilões desses doces são as gorduras e os açúcares, pontua Rosangela Rossi, nutricionista da clínica Equilíbrio, em São Paulo.

"Para que a festa não seja a tortura da restrição, o conselho é escolher bem as comidas e limitar o consumo. Evite dois pratos típicos que levam ingredientes semelhantes, e muito pesados. Escolha entre a paçoca e o pé-de-moleque, e se delicie com apenas uma unidade", propõe a nutricionista.

Puro creme do milho

A mesma mistura bombástica é responsável por comprometer a imagem do milho – cereal rico em amido, fibra, vitamina A e antioxidantes –, sempre valorizado por ajudar no funcionamento da flora intestinal e na saúde da pele. Quando utilizado no preparado da pamonha, a manteiga ou banha de porco sacrificam o valor nutritivo, processo também visto no cural e arroz doce.

Apesar de fofos e menos adocicados, os bolos de fubá e de milho também são ricos em calorias.

Embora o milho seja um ingrediente fundamental no preparo, a quantidade utilizada na fabricação é baixa, o que limita o benefício nutricional.

“São pratos muito gordurosos, com excesso de açúcares ou gorduras na composição. Substituir o leite integral pelo desnatado, a farinha branca pela integral e usar o adoçante no lugar do açúcar ajuda a reduzir os prejuízos à saúde”, sugere a especialista.

A mesma matemática vale para as bebidas. Vinho quente e quentão também podem ser mais magros. Temperos e especiarias disfarçam o sabor amargo do adoçante, e deixam a bebida light tão saborosa quanto a original, garante Roseli.

Nem só de censura vivem os pratos das festas juninas. O pinhão pode ser ingerido sem tanta moderação e controle. Em média, dez unidades têm 150 calorias, uma relação de custo benefício interessante que, de quebra, ajuda a saciar a fome, ou a vontade de comer.

Confira abaixo a tabela nutricional da festa junina e dicas para minimizar os efeitos danosos da comilança:
 

ARROZ DOCE
Tradicional:140
Light: 67

QUENTÃO
Tradicional:150
Light: 45

BOLO DE MILHO
Tradicional: 190
Light:150

PÉ-DE-MOLEQUE
Tradicional: 440
Light: 68

PAÇOCA
Tradicional: 570
Light: 500

CURAU
Tradicional: 274
Light: 74

PAMONHA
Tradicional: 258
Light:103

CANJICA
Tradicional: 263
Light:166

Dicas:

- Substitua a farinha branca pela integral

- Troque o açúcar refinado pelo adoçante

- Use leite desnatado (ou de soja light) em vez de integral

- Acrescente aos doces como bolos, arroz doce e curau sementes de linhaça, aveia, quinua e canela em pó. São alimentos nutricionalmente importantes para a saúde e que incrementarão as preparações

 

Com informações do Ig

BR-262

Homens são presos transportando macaco-prego enjaulado de SP a MS

O flagrante aconteceu na BR-262, próximo ao município de Terenos. Os dois homens foram autuados por não ter o documento de transporte de animais silvestres.

20/05/2024 17h23

PRF/ Divulgação

Continue Lendo...

Dois homens foram presos neste final de semana, pelos agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), acusados de transportar ilegalmente um macaco-prego enjaulado de São Paulo a Mato Grosso do Sul. O flagrante aconteceu no último sábado (18), próximo ao município de Terenos.  

O flagrante aconteceu na BR-262, quando os policiais deram ordem de parada a um veículo Land Rover, conduzido por um homem, que não teve sua identidade divulgada. Durante a fiscalização, a equipe policial notou a  presença de uma gaiola para transporte de animal e foi informada pelos ocupantes do veículo de que se tratava de um macaco prego.

Ao conferirem a documentação, os policiais constataram a ausência da Autorização de Transporte emitida pelo IBAMA e da Guia de Trânsito Animal, que é o documento que atesta a regularidade sanitária do animal. Além disso, o Certificado de Origem que foi apresentado pelos ocupantes do veículo possuía irregularidades que apontavam para a falsidade do documento.

Questionado, o condutor afirmou ter sido contratado para transportar o animal de São Paulo para Corumbá (MS).

O passageiro e o motorista foram encaminhados à Polícia Federal de Campo Grande e o animal foi levado para o CRAS - Centro de Reabilitação de Animais Silvestres.
 

Assine o Correio do Estado

IMPOSTO

Quinta e última parcela do IPVA vence dia 29 de maio

Para 2024, foram lançados 898.515 carnês, a expectativa de arrecadação é de R$ 1,2 bilhão.

20/05/2024 17h00

Última parcela do IPVA deve ser paga até dia 29 de maio

Última parcela do IPVA deve ser paga até dia 29 de maio Divulgação

Continue Lendo...

A quinta e última parcela do IPVA tem vencimento marcado para o próximo dia 29 de maio. O tributo é a segunda maior fonte de arrecadação do Governo do Estado, ficando atrás apenas do ICMS.

A receita obtida é dividida em 50% com os municípios e aplicada conforme o planejamento financeiro, abrangendo desde o pagamento de servidores até políticas públicas em educação, saúde, segurança, entre outras áreas.

O cálculo do valor do IPVA é baseado nos preços médios de mercado do automóvel (valor venal), multiplicado pela alíquota correspondente. A avaliação do valor de mercado é feita pela tabela FIPE, contratada para apurar a base de cálculo do imposto.

Arrecadação e Carnês de 2024

Para 2024, foram emitidos 898.515 carnês para os proprietários de veículos em Mato Grosso do Sul. A expectativa de arrecadação é de R$ 1,2 bilhão.

Os contribuintes que não estiverem com o boleto em mãos podem consultar seus débitos através do site da Sefaz-MS.

Novidades para 2024

Entre as novidades do IPVA 2024, destaca-se a isenção para veículos movidos a GNV e a possibilidade de pagar a 1ª parcela ou a cota única por meio do PIX.

Além disso, os frotistas que receberam a redução de base de cálculo em 2023 não precisarão solicitar novamente para 2024, desde que cumpram os requisitos exigidos pela Sefaz-MS.

"Este ano, atendendo ao pedido do governador Eduardo Riedel, os contribuintes podem contar com a facilidade do pagamento via PIX. Além disso, foi concedida a isenção do tributo para veículos movidos a GNV, um combustível de queima limpa que gera menos CO, contribuindo para a melhoria da qualidade do ar. O Governo de Mato Grosso do Sul está trabalhando para transformar tributos em benefícios para um estado mais próspero, inclusivo, verde e digital", afirmou o secretário de Fazenda, Flávio César.

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).