MENU

Clique aqui e veja as últimas notícias!

ENSINO

A Lei das Mães Crecheiras é a melhor opção para driblar a falta de vagas nos Ceinfs?

Projeto prevê capacitação e recursos para pessoas cuidarem de crianças
31/12/2020 06:00 - Ricardo Campos Jr

Projeto que institui programa chamado “Mães Crecheiras” em Campo Grande foi um dos últimos textos aprovados pelos vereadores da Capital em 2020, mas quais as implicações do programa na visão de especialistas em educação?

A lei se baseou no déficit de vagas em Centros de Educação Infantil (Ceinfs) e o fato de muitos pais e mães não poderem trabalhar por não ter onde deixarem seus filhos. A ideia é que pessoas recebam recursos e sejam capacitadas para cuidarem dessas crianças em suas próprias casas.

Conforme o texto do projeto, que aguarda sanção do prefeito Marcos Trad (PSD), só poderiam ser atendidas crianças até quatro anos filhas de trabalhadores que recebam até um salário mínimo. 

As interessadas em se habilitarem como mães crecheiras deverão ter pelo menos o ensino fundamental e devem passar por um curso de capacitação oferecido gratuitamente pelo sistema de ensino local com carga horária não inferior a 20 horas. Nessa formação devem ser abordados, entre outros temas, conhecimentos relativos a higiene, primeiros socorros, nutrição, recreação e acolhimento.

Sobre o espaço físico, é preciso que a residência comporte no mínimo quatro crianças e, no máximo, seis. Além disso, é obrigatório comprovar experiência nos cuidados com crianças na faixa etária a ser atendida pelo programa.

O serviço de alimentação escolar e de saúde do Município de Campo Grande devem atender também as creches domiciliares.

Ainda não acabou... Faça login ou cadastre-se para continuar lendo essa notícia gratuitamente

Receba acesso também a outras notícias exclusivas. É rapidinho e não pediremos seu cartão de crédito :)

Quero Me Cadastrar

Já tem cadastro? Faça login clicando aqui