Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COVID-19

A pedido de governo, cervejaria vai envasar mais de 200 mil litros de álcool 70%

Produto será fornecido pela Biosul para grupo de bebidas de Campo Grande
19/03/2020 16:30 - Yarima Mecchi


 

A pedido do Governo do Estado o Grupo Refriko - que produz as cervejas Moema e Bamboa - vai envasar mais de 200 mil litros de álcool 70%, conforme informações obtidas pelo Correio do Estado. A reportagem apurou que o executivo vai fornecer 200 mil litros da substância em 96% e a empresa vai diluir e embalar em 70%.

Procurado pelo Correio do Estado o diretor-comercial da empresa, José Antônio Avesani, confirmou a informação e destacou que a fábrica está pronta para colaborar no combate ao novo coronavírus (Covid-19). Ele explicou que a empresa não tem o maquinário necessário para a produção de álcool em gel e vai colaborar na produção do álcool 70%.

“O que podemos fazer é envasar álcool 70% quando houver solicitação do Governo do Estado para colaborar no combate ao coronavírus. O álcool vem a 96% e podemos diluir. Nesse caso usamos a linha de refrigerante e não de cerveja, tudo é produzido aqui, mas em máquinas diferentes. A gente tem uma capacidade de produção própria de 50 mil litros por dia e um milhão por mês, nos refrigerantes”, destacou o diretor.  

O diretor comercial destacou ainda essa seria uma excepcionalidade e que a fábrica não produz álcool. “Se requisitado for podemos usar pontualmente, seria uma excepcionalidade”.  

Conforme informações apuradas pelo Correio do Estado, a fábrica vai receber o produto e o processo de diluir e envasar será por conta da empresa, sem custos para o governo. “Se a gente for envasar, em um dia conseguimos 40 mil unidades de álcool em frascos de um litro. Estamos abertos para atender se preciso for”, destacou o diretor-comercial. A cada 30 mil litros de álcool 96% a empresa consegue diluir 40 mil litros de álcool 70%.  

Durante coletiva de imprensa o Governo do Estado confirmou que a Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul (Biosul) forneceu 200 mil litros de álcool e que serão envasados pelo grupo. “Quero aqui agradecer à Biosul. Eles disponibilizaram 200 mil litros de álcool, que serão envasados na empresa Bamboa, para distribuir em todas as unidades de saúde de Mato Grosso do Sul, para disponibilizarmos em hospitais e repartições.Somos muito grato a eles”, disse o governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

*Colaborou Eduardo Miranda

 

Felpuda


É quase certo que a aposentadoria deverá ocorrer de maneira mais rápida do que se pensava em determinado órgão. O que deveria ser a tal ordem natural dos fatos acabou sendo atropelada por acontecimentos considerados danosos para a imagem da instituição. Os dias estão passando, o cerco apertando e já é praticamente unanimidade de que a cadeira terá de ter substituto. Mas, pelo que se ouve, a escolha não deverá ser com flores e bombons de grife.