Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

RENOVAÇÃO DO HORTO

Abandonado, Horto Florestal recebe reforma nos próximos dias

Empresa tem 240 dias para entregar a obra no valor de 282 mil reais
30/07/2020 18:00 - Rodrigo Almeida


Antes abandonado, o Horto Florestal ou Parque Antônio de Albuquerque, o Horto Florestal, será reformado pela Prefeitura Municipal de Campo Grande. 

Segundo o Diário Oficial de Campo Grande (Diogrande), a MDP Construção foi convocada para dar vida nova a uma das áreas de lazer mais icônicas da Capital.

O edital - aberto em março e retomado em maio-, visa a reforma da área de 6 hectares na região central da cidade. 

Como já noticiado pelo Correio do Estado, no começo deste ano a situação não era nada animadora no parque.

O projeto contempla todas as instalações do Horto. 

Serão restaurados a biblioteca, banheiros, campos de bocha e malha, reconstrução do orquidário, e a guarita que abriga os guardas municipais, que terá contêiner, também será agraciada. 

Em janeiro deste ano, o Correio do Estado denunciou o estado de abandono das dependências do parque. 

Entretanto, dias depois a prefeitura anunciou uma limpeza para se livrar do lodo e do mau cheiro relatado por frequentadores. 

Como se pode ver nas fotos mais recentes a limpeza parece ter dado certo. Devido à emergência sanitária do novo coronavírus, o parque não recebe a população desde que o estado de calamidade pública foi decretado em março deste ano. 

Serão gastos 282 mil reais para execução do parque, que atingiu formatos atuais em 1995 durante o mandato de Juvêncio da Fonseca, na Prefeitura, quando recebeu o nome do funcionário que o cuidara a partir de 1956, ano em que ganharia o status de Horto Florestal.

O nome foi dado porque ali se tornaria um grande criadouro de mudas. Antes disso, a área fora um matadouro até 1923, quando o parque municipal de Campo Grande seria inaugurado. 

Atualmente, as instalações contam com uma biblioteca municipal, lanchonete, canchas de malha e bocha, pistas de cooper, skate e bicicross e um orquidário. 

A empresa vencedora tem prazo de 150 dias consecutivos para finalizar obra.

 

 
 
VEJA TAMBÉM

Felpuda


Candidato a prefeito de cidade do interior foi buscar “inspiração” para elaborar seu programa de governo.

Assim, não se fez de rogado em beber da fonte de prefeito que tenta a reeleição em município da Bahia.

O dito-cujo cá dessas bandas copiou as propostas e vinha as apresentando como sendo de sua autoria.

A população já descobriu o plágio e ainda aguarda uma explicação.

Se não houver, as urnas certamente a darão.