Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TRAGÉDIA

Acidente entre van e carreta matou oito pessoas; pelo<BR> menos 4 carbonizadas

Colisão ocorreu depois de motorista bater em uma anta na rodovia BR-267
03/09/2015 07:25 - LAURA HOLSBACK


 

Outras três mortes foram confirmadas em acidente ocorrido na noite de ontem (2), entre van e carreta, na BR-267, entre o Distrito de Nova Casa Verde e a cidade de Nova Alvorada do Sul. Informações iniciais passadas por equipe do Corpo de Bombeiros davam conta de que haviam morrido cinco pessoas, no entanto, confirmou-se oito mortos.

Conforme notícia do site local Jornal da Nova, as vítimas foram identificadas como Eliane Oliveira Peixoto, Izilda Cristina Regaço Crivelli, Evandro Borges Ferreira, Carlos Antônio Cecílio de Lima, Rosineide Possane de Medeiros, Ricardo Alves dos Santos, Loislane Rocha Pires de Moraes e Silva e Luíza Alves Nunes da Rocha.

Todos ocupavam a van. A única sobrevivente foi a passageira Jaqueline Beatriz Pereira da Silva, que não corre risco de morte, segundo apurado pelo site. Ela está internada em hospital de Nova Alvorada do Sul.

O motorista da carreta também sobreviveu e foi encaminhado à Santa Casa de Campo Grande.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a van era dirigida por Evandro que colidiu com um animal silvestre, da espécie anta, perdeu o controle da direção e bateu de frente com a carreta, que estaria carregada com agrotóxicos. Com a violência do impacto, houve incêndio e quatro pessoas teriam morrido carbonizadas.

Ainda conforme a polícia, a van era de viagem expressa e seguia de Campo Grande a Nova Andradina. 

 

Felpuda


Partido político está vivendo processo de autofagia cá por essas bandas. Nada de ideologia ou defesa dos interesses dos filiados. O problema, segundo os mais observadores, é que lideranças não se contentaram em ter cada uma o seu pedaço e decidiram tomar conta com exclusividade do espólio, que, aliás, é regado com cifras milionárias. A legenda deverá se transformarem uma máquina de lavar, no caso, cheia de roupas sujas. E dê-lhe!