Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ABANDONO E INSEGURANÇA

Adolescente é roubado e agredido no Parque do Sóter

Abandonado, parque tem oferecido risco para frequentadores
18/09/2019 18:53 - GLAUCEA VACCARI E ÁLVARO REZENDE


 

O que era para ser lazer terminou em drama para um adolescente de 17 anos, que foi roubado, agredido, com suspeita de fratura na clavícula, dentro do Parque do Sóter, na tarde de hoje, em Campo Grande.

O rapaz caminhava pelo parque com uma jovem no local, quando foram abordados por dois criminosos, que anunciaram o roubo e exigiram que ambos entregassem o celular.

Adolescente se recusou a entregar o aparelho e foi jogado no chão e espancado pelos ladrões, que ainda pegaram o celular e fugiram correndo. A jovem não teve os pertences roubados.

Corpo de Bombeiros foi acionado e fez o primeiro atendimento no local, imobilizando o rapaz por conta da suspeita de fratura na clavícula. Ele estava consciente e foi encaminhado para a Santa Casa.

Polícia Militar também foi até o parque e equipe realizou rondas pela região, mas os suspeitos não foram localizados até a publicação desta reportagem.

ABANDONO E INSEGURANÇA

O Parque do Sóter conta com 22 hectares de muito verde e sombra, mas tem oferecido risco para quem o frequenta, não apenas na questão de segurança física dos frequentadores, mas também falta segurança patrimonial, tendo em vista que não há guardas no local. A PM garante que rondas são feitas regularmente.

Localizado no bairro Mata do Jacinto, a área verde está abandonada e os sinais do descaso podem ser observados ao longo do local.No parque infantil, escorregadores tem estrutura enferrujada e gangorras não existem mais. 

Inaugurado há 15 anos, o Parque do Sóter será revitalizado pela LT Construções e Comércio Ltda, pelo valor de R$ 600.682,13. Ainda está em licitação a reforma da travessia sobre uma nascente, que está orçada em R$ 250 mil.

O projeto prevê reforma de toda a estrutura do parque,  abrangendo quadras poliesportivas, instalações elétricas, banheiros com adaptação para acessibilidade, gradil metálico, manutenção completa com recomposição dos postes em eucalipto, do pergolado, substituição dos brinquedos do parquinho e restauração dos pórticos e guaritas.

Segundo a prefeitura, a  revitalização geral do parque será custeada com parte do financiamento contratado pela Prefeitura, n aLinha de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa) no valor de R$ 30 milhões. Serão R$ 8 milhões para revitalização de parques e espaços públicos de esporte.

Felpuda


A parceria que até então era cantada em prosa e verso, com direito à divulgação de fotos em momentos de muita alegria, dá sinais de que realmente está se esgotando. O tal parceiro quase não mais aparece nos meios de divulgação, e até criticas, digamos, “meio de leve” vêm sendo feitas. Dizem que está o “maior climão”.Mas pelo sim, pelo não, resta esperar para ver onde é que essa parceria chegará. Sei não...