Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FISCALIZAÇÃO

Aeroporto de Campo Grande tem segunda barreira sanitária

Terceira ação vai ocorrer ainda hoje
30/03/2020 10:45 - Izabela Jornada


Segunda ação contra a disseminação do novo coronavírus no Aeroporto Internacional de Campo Grande ocorreu durante a chegada de, aproximadamente, 102 passageiros que vieram de São Paulo- SP, na manhã desta segunda-feira (30). A primeira ação ocorreu na madrugada de hoje, com a chegada de mais passageiros, à 1h40.

De acordo com o coronel Carminate, do Corpo de Bombeiros, a parceria da corporação com profissionais de saúde tem o objetivo de submeter os passageiros que desembarcam a um questionário, bem como aferir a temperatura para garantir que não estão com um dos sintomas da doença.

A próxima fiscalização ocorrerá às 11h30, com a chegada de uma aeronave da companhia aérea Latam que vem do Aeroporto de Congonhas (SP).

Além das ações no aeroporto, os bombeiros também estão em 13 municípios do interior de Mato Grosso do Sul. “Estamos nos locais de fronteira desses municípios com outros estados como Paraná, Mato Grosso, São Paulo e Goiás, para tentar minimizar os impactos (do coronavírus)”, afirmou Carminate.

Nas áreas de fronteira, carros, motos e qualquer veículo de locomoção estão sendo parados e os motoristas e passageiros são submetidos aos testes de temperatura, bem como são obrigados a responderem o questionário. 

Confira os municípios em que a fiscalização está ocorrendo:

  1. Mundo Novo
  2. Bataguassu
  3. Aparecida do Taboado
  4. Brasilândia 
  5. Selvíria 
  6. Paranaíba
  7. Cassilândia
  8. Chapadão do Sul
  9. Sonora
  10. Costa Rica 
  11. Naviraí
  12. Anaurilândia
  13. Três Lagoas
 
 

Felpuda


Pré-candidato a prefeito de Campo Grande divulgou vídeo em que político conhecido Brasil afora anuncia apoio às suas pretensões. O problema é que o tal líder já andou sendo denunciado por mal feitos em sua trajetória, sem contar que o pai do dito-cujo teve de renunciar ao cargo de ministro por ter ligações nebulosas com empresa de agrotóxico. Depois do advento da internet, essa coisa de o povo ter memória curta hoje não passa de coisa “da era pré-histórica”.