Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COVID-19

Saúde diz que aglomerações do feriado começam a refletir em aumento de casos

Nas últimas 24 horas, foram confirmadas 14 novas mortes por covid-19 no Estado
19/09/2020 11:29 - Glaucea Vaccari


Aglomerações registras durante o feriado prolongado da Independência começam a refletir no número de casos confirmados da covid-19, segundo a secretária adjunta de Saúde, Christine Maymone.

Nas últimas 24 horas, foram confirmados 649 novos casos e 14 mortes pela doença em Mato Grosso do Sul.

“Estamos colhendo o fruto de aglomerações do feriado, estamos no período de alerta, ainda há muitos casos aumentando”, disse Christine, em live realizada hoje (19) no Facebook.

No feriadão, secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende já havia demonstrado preocupação coma possibilidade de aumento de casos devido ao grande número de denúncias de festas, confraternizações e aglomerações em todo o estado.

Estudos apontam que o tempo entre a pessoa ser infectada e começar a apresentar os sintomas varia de 5 a 11 dias. Por este motivo os casos podem demorar a refletir no boletim.

Segundo Resende, a preocupação não é apenas com relação ao feriado passado, mas o reflexo de aglomerações que continuam ocorrendo e que devem refletir nos próximos dias.  

“Recebemos vários vídeos de aglomerações no Parque dos Poderes, na Chácara dos Poderes ontem. Tivemos filas de jovens fazendo aglomerações, festas, sem qualquer tipo de proteção, de máscaras, distanciamento mínimo entre as pessoas”, disse.

Resende afirma que há muitas semanas os boletins demonstram patamar alto de casos, de internações hospitalares e de óbitos por covid-19 no Estado.

“Só vamos conseguir diminuir de tivermos contribuição de cada um, enquanto isso não acontecer, vamos ficar aqui pregando no deserto como diz um escritor de renome, vou continuar fazendo a pregação do uso de máscaras, das regras de higiene e o distanciamento social e vamos torcer para que a vacine chegue a partir do ano que vem, estou bastante otimista que isso vai acontecer”, afirmou.

Mato Grosso do Sul soma 66.466 confirmações da covid-19 e 1.162 mortes.  

Dos 14 novos óbitos, seis vítimas eram de Campo Grande, duas de Dourados e uma das cidades de Aquidauana, Bonito, Cassilândia, Ivinhema, Ponta Porã e Sete Quedas. 

 
 

Felpuda


Questão de família acabou descambando para o lado da política, e a confusão já é do conhecimento público. 

A queda de braço tem como foco a troca de apoio político que, de um, foi para outro. Sem contar as ameaças de denúncia da figura central do imbróglio. 

A continuar assim, há quem diga que nenhum dos dois candidatos a vereador envolvidos na história conseguirá ser eleito. Barraco é pouco!