Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FIM DE SEMANA

Agosto começa com calor, tempo seco e sem previsão de chuva

Frente fria se afasta de vez do Estado e fim de semana terá sensação próxima de 40°C
31/07/2020 11:34 - Glaucea Vaccari


Frente fria que passou por Mato Grosso do Sul e derrubou temperaturas durante a semana já se afastou e as temperaturas estarão em elevação neste fim de semana, com sensação próxima dos 40°C.

De acordo com a especialista em meteorologia do Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima (Cemtec), Franciane Rodrigues, a previsão é de tempo firme em todo o Estado, com céu oscilando períodos de claro a parcialmente nublado.

A estiagem continua, sem previsão de chuva para os próximos dias.

O tempo seco também terá predomínio ao longo dos primeiros dias de agosto.

“Espera-se que a umidade relativa do ar fique abaixo de 30% a tarde, considerado estado de atenção, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS)”, disse Franciane.

A especialista recomenda que as pessoas façam ingestão de muito líquido, redobrem atenção com idosos e crianças, procurem umidificar ambientes e evitem aglomerações.

As temperaturas terão gradativa elevação, com temperaturas amenas ao amanhecer e noite, e calor durante a tarde.

Cidades da região do Pantanal, como Corumbá e Porto Murtinho, serão as mais quentes no fim de semana, com mínima de 20°C e máxima de 36°C.

Nas regiões leste, grande Dourados e Bolsão, temperaturas oscilam entre 18°C e 32°C.

Município do sul e Conesul terão temperaturas ligeiramente mais baixas que as demais regiões, com mínima de 16°C e máxima de 30°C.

Em Campo Grande, temperaturas ficam entre 19°C e 33°C, com sol entre poucas nuvens e umidade podendo chegar a 20% durante a tarde. 

 
 

Felpuda


Lideranças de alguns partidos estão fazendo esforço da-que-les para fechar chapa com o número exigido por lei de 30% do total de vagas para as mulheres. Uma dessas legendas, por exemplo, tenta mostrar a “felicidade” das suas pré-candidatas, mas teme o fracasso, tendo em vista que o “chefe maior” é aquele que já mandou mulheres calarem a boca e disse também que a importância da sua então esposa na campanha eleitoral era porque apenas “dormia com ele”. Ô louco!