Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PRORROGADO

Corte de água fica proibido por mais 60 dias na Capital

Decreto foi prorrogado em razão a pandemia da Covid-19
17/07/2020 11:18 - Gabrielle Tavares


A Prefeitura de Campo Grande prorrogou por mais 60 dias a proibição do corte de fornecimento de água na Capital. A medida leva em conta a necessidade de cuidados no combate ao coronavírus.

É a segunda fez que o prazo é prorrogado e o decreto estabelece que ainda pode ser ampliado por mais 60 dias. 

A Prefeitura também decretou o parcelamento, em até 36 vezes, sem cobrança de juros e correção monetária, para as contas vencidas durante a vigência deste decreto, no caso, 60 dias.

Os consumidores continuarão com a dívida e aqueles que podem pagar pelos débitos, é importante que façam, já que o decreto não diz respeito ao perdão da dívida.

Para regularizar dívidas é possível acessar um dos canais de atendimento digital da Águas Guarirobas. O Call center 24h no número 0800 642 0115 ou 115 e o WhatsApp - 08h às 17h - no contato (67) 99123-0008.

 Neste último basta que o usuário mande uma mensagem para este número, digite sua matrícula, confirme seus dados e escolha a opção de serviço desejada.

Existe também o aplicativo Águas App (versão IOS e Android), que para ter acesso aos serviços, é necessário apenas fazer o download gratuito na Apple Store ou Google Play

Em seguida, o cliente deve inserir a UF/Estado e o CPF do titular para buscar o serviço desejado.

Além disso, o cliente pode acessar os serviços disponíveis pelo site da Águas Guariroba, inserindo o CPF do titular e a matrícula.

 
 

Felpuda


Ex-cabecinha coroada anda dizendo por aí ser o responsável por vários projetos para Campo Grande, executados posteriormente por sucessor. 

Ao fim de seus comentários, faz alerta para que o eleitor analise atentamente de como surgiram tais obras e arremata afirmando que não foi “como pó mágico de alguma boa fada madrinha. 

Houve muito suor nos corredores de Brasília”. Então, tá!...