Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

PANDEMIA

"O número de casos está crescendo muito", diz secretário de Saúde sobre Covid-19

Além dos novos casos, também há aumento no número de internações pela doença
18/11/2020 15:34 - Glaucea Vaccari


Número de casos confirmados de Covid-19 tem aumentado nos últimos dias em Mato Grosso do Sul, em patamares que causa preocupação à Secretaria Estadual de Saúde (SES), pois também há, consequentemente, aumento de internações.

“Temos um dado preocupante, o número de casos novos está crescendo e crescendo muito”, alertou o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende.

Nas últimas 24 horas, foram confirmados 689 novos casos e duas mortes pela doença.  

Acompanhe as últimas notícias do Correio do Estado

O contágio havia decaído e atingido patamar estabilizado nas últimas semanas, com vários dias com menos de 200 casos, mas a curva voltou a subir expressivamente.

“Nesse crescimento vamos voltar aos patamares de julho e agosto, onde média móvel chegou a 900 casos por dia”, disse o secretário.

“Também estamos verificando o crescimento de internações nos hospitais públicos, mas principalmente nos privados”, completou.

Os municípios com maior número de novos casos são Campo Grande com 438, Corumbá (35), Ponta Porã (32) e Dourados (21).

A média móvel de casos é de 523 por dia, enquanto a de mortes é 7,7 diárias.

As duas mortes confirmadas eram de pacientes de Amambai e Dois Irmãos do Buriti.No total, 1.699 pessoas morreram vítimas de Covid-19 no Estado.

O número total de casos confirmados desde o início da pandemia é de 89.654, com 82.123 já recuperados, 5.575 em isolamento domiciliar e 257 internados. 

Devido ao aumento de casos, Resende reforçou para que a população não deixe de tomar os cuidados necessários para conter o vírus, como evitar aglomerações e usar a máscara.

 
 

Felpuda


Outrora bons de votos – faziam adversários temerem o confronto nas urnas –, agora, por mais que tentem, alguns políticos não conseguem, nem de longe, alcançar patamar de outros tempos e voltar ao que eram. 

O pior é que, a cada disputa, a preferência popular só vem diminuindo. Neste ano, a eleição municipal demonstrou que muitos já estão com prazo de validade vencido e rótulo gasto.

E faz tempo, hein?!