Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TEMPESTADE NO MS

Alerta de tempestade com granizo para Campo Grande e outras cidades do Estado

Com possibilidade de queda de granizo, cidadãos da área central do estado devem ficar atentos até a meia-noite desta segunda
28/09/2020 13:03 - Rodrigo Almeida


Calor forte observado no fim de semana pode dar lugar a uma tempestade nesta segunda-feira (28), prevê o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). 

De acordo com o alerta, a chance de chuva é de 65% com precipitações de 20 a 30mm/h ou de até 50 mm/h para o dia com ventos de até 45 a 60km/h.

Caso o alerta se confirme, o Inmet informa também que há pequenas possibilidades de corte de energia durante o dia. 

Isso porque há possibilidade de queda de granizo. O alerta se iniciou 12h desta segunda-feira e ficará ativo até as 00h.

O órgão ainda aconselha que, em casos de rajadas de vento, as pessoas não devem se abrigar embaixo de árvores. A previsão para hoje é de muitas nuvens com chuva isolada.

 A mínima é de 25°C e máxima de 36°C. Nos próximos dias, Campo Grande deve ter aumento na temperatura gradual até o dia 1º de outubro, data na qual é previsto o pico da semana. 

Apesar de apresentar queda na previsão anterior, não há nenhum indicativo de trégua para o calor.

O mês que iniciaria com 44°C, nesta segunda-feira o previsto caiu para 42°C para a quinta -feira; terça-feira, a máxima deve chegar a 38°C e na quarta a 41ºC. Não há previsão de chuva para nenhum outro dia além de segunda-feira.

A boa notícia é que a umidade relativa do ar permanece em níveis toleráveis para a manutenção da vida durante toda a semana. 

A expectativa para segunda é de 65%, terça é de 70%, quarta com 60%, quinta e sexta devem ficar na faixa dos 50%.

 
 
 

Felpuda


Questão de família acabou descambando para o lado da política, e a confusão já é do conhecimento público. 

A queda de braço tem como foco a troca de apoio político que, de um, foi para outro. Sem contar as ameaças de denúncia da figura central do imbróglio. 

A continuar assim, há quem diga que nenhum dos dois candidatos a vereador envolvidos na história conseguirá ser eleito. Barraco é pouco!