Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ALIMENTAÇÃO ESCOLAR

Alimentação saudável pode fortalecer organismo e combater doenças como a covid-19

Cardápio sudável baseado em alimentos frescos já faz parte da rotina de algumas escolas públicas em MS
07/09/2020 14:00 - Da Redação


Comer bem é uma maneira de manter o sistema imunológico em dia. Assim como boas horas de sono, a alimentação auxilia a manutenção de um sistema imunológico saudável. 

De acordo com a servidora pública estadual, Marcia Lamberti, nutricionista da Coordenadoria Regional de Educação de Nova Andradina, “escolher uma alimentação que fortaleça o organismo e evite certos tipos de doença é primordial neste momento que estamos atravessando”. 

Para ela, alimentos frescos e não processados, como frutas, legumes, verduras, grãos e oleaginosos, além de tubérculos e raízes, são sempre as melhores opções para manter o bom funcionamento do organismo.

Consumir alimentos processados contribuem para o aumento da inflamação e o surgimento de obesidade, hipertensão e diabetes, doenças que inserem portadores no grupo de risco e prejudicam o quadro da covid-19. 

“Precisamos repensar nossa falta de tempo, refletir sobre a organização do nosso dia a dia”, alerta a nutricionista sobre a importância que os alimentos exercem na rotina de alimentação diária. 

“Também não podemos esquecer da hidratação, que exerce um papel importante no corpo”, relembra. A profissional recomenda a ingestão diária de no mínimo 25ml de água por quilo de peso.

Responsável pelo planejamento da alimentação escolar nos municípios daquela região, Márcia ressalta que, junto à direção das escolas, promove capacitações com as merendeiras das escolas, inclui a abordagem de temas como higiene, manipulação e recebimento dos alimentos.

A rotina compreende a construção de cardápios que atendam toda a rede escolar da região, além do acompanhamento de compras, feitas pelos gestores das unidades, e até mesmo o dia a dia junto aos técnicos que atuam nas escolas.

“A redução do uso dos industrializados é um dos trabalhos que temos liderado. Um exemplo é o achocolatado, que substituímos pelo café em razão do açúcar”, esclarece. Ela destaca ainda itens como linguiça e biscoitos também estão sendo substituídos.

Outro ponto que requer atenção e é combatido pela profissional é a elaboração de cardápios para as crianças com doenças celíacas, diabetes ou veganas. “Nas escolas estaduais este é um trabalho recorrente, estamos sempre preparando novos cardápios e receitas para atender este público”, conclui.

 
 

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!