Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

CLIMA

Alívio no calorão: chuva deve amenizar clima de deserto nesta semana no Estado

As pancadas de chuvas serão leves, mas devem diminuir temperaturas em todas as regiões de Mato Grosso do Sul
11/10/2020 14:51 - Gabrielle Tavares


De acordo com o Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima de Mato Grosso do Sul (Cemtec-MS), a expectativa para esta semana é de pancadas de chuvas em todas as regiões do Estado, com acúmulo de até 50 milímetros.

Como não serão volumosas, o Cemtec-MS reforçou que não deve ser o início da regularização das chuvas, e que há indícios de atraso do fenômeno climático no mês de outubro.

As temperaturas recordes registradas no Estado nos últimos dias, 44,6ºC em Água Clara e 41ºC em Campo Grande, devem ter uma leve queda nos próximos cinco dias.

Na segunda-feira (12), feriado de Nossa Senhora Aparecida, deve ter máxima de 36ºC e mínima de 23ºC na Capital. Na quinta-feira (15), os termômetros podem registrar a máxima de 28ºC e mínima de 21ºC em Campo Grande, um alívio para os moradores que sofreram com o clima de deserto nas últimas semanas.

A instabilidade deve aumentar os índices de umidade e também colaborar para o controle de focos de incêndio, especialmente no Pantanal.

Deve chover na Cidade Branca a partir de terça-feira (13), com possibilidade de pancadas de chuvas previstas até o próximo domingo (18).  

O dia mais quente da semana será amanhã, com máxima de 39ºC e mínima de 26ºC. Temperaturas que devem cair a partir de quinta-feira, quando a máxima será de 33ºC e a mínima de 23ºC.

Corumbá ainda deve sofrer com o clima esfumaçado, causado pelas queimadas no Pantanal. A umidade relativa do ar chega aos 28% neste domingo (11) no município.

 
 

Felpuda


A futura composição  dos 29 vereadores  em Campo Grande poderá ser diferente  da que foi oficializada, segundo o que  se tem ouvido,  com certa frequência, nas rodinhas de conversas dos meios políticos.  

Nova distribuição  das cadeiras poderá ocorrer e, assim, quem está prestes a entrar com pompa e circunstância poderá nem passar pela porta de entrada  e tomar posse de cadeira  para chamar de sua.  

O caldeirão está fervendo.