Clique aqui e veja as últimas notícias!

EDUCAÇÃO

Alunos da rede estadual voltam para escolas, mas só para acolhida

Ao fim da acolhida, as aulas retornarão de forma remota. A previsão é que o retorno presencial fique para abril
01/03/2021 13:29 - Gabrielle Tavares


A Rede Estadual de Ensino iniciou nesta segunda-feira (1º) o sistema de acolhida dos estudantes. Durante duas semanas, as escolas vão receber os estudantes para passar orientações de biossegurança, doar máscaras e criar o primeiro contato com os professores.

De acordo com a assessoria da Secretaria Estadual de Educação (SED), ao fim da acolhida, as aulas retornarão de forma remota. A previsão é que o retorno presencial fique para abril.

As aulas presenciais foram suspensas no dia 23 de março de 2020. Desde esse dia, as atividades passaram a ser feitas de forma remota em todas as escolas, tanto municipais quanto estaduais, de Mato Grosso do Sul, o que aconteceu até o fim do ano passado.

Últimas notícias

A aposentada Gerlia Pinheiro de Almeida, de 53 anos, foi até a E.E Joaquim Murtinho, onde a filha estuda para conferir como será o próximo ano letivo. Ela é do grupo de risco, já sofreu três AVCs, então a preocupação é dobrada em relação aos cuidados de biossegurança.

“Tenho que saber como é que vai ficar a situação da minha filha, para não chegar em casa e me contaminar. Fiquei mais segura com essas condições”.

A filha de Gerlia, a estudante Raquel Almeida de Moraes, de 15 anos, foi reprovada e fará novamente o 9º ano em 2021. Ela disse que foi uma escolha dela, porque não conseguiu aprender o conteúdo que foi lecionado.

Como sua mãe é do grupo de risco, a família foi se isolar em uma chácara onde não havia sinal de internet, a estudante precisava voltar para a cidade para pegar as apostilas com o conteúdo das aulas.

Ela explicou que não conseguia entender as matérias sem a explicação de um professor. “Pegava a apostila e ia para a chácara, só que eu não entendia as coisas e ai perdi o ano”, disse.

“A gente vai ter que confiar que o sistema vai ter que dar um jeito, porque ano passado ela perdeu o ano porque não tinha estrutura, recebia a matéria, mas não tinha quem explicasse o conteúdo, como é que elas iam fazer o exercício se ela nunca viu o conteúdo?!”, afirmou Gerlia.

Assine o Correio do Estado