Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CONTAMINAÇÃO

Ao invés de aumentar frota, Consórcio sugere suspender gratuidades contra coronavírus

Agereg disse que medida está fora de cogitação
17/03/2020 13:22 - Ricardo Campos Jr


 

O presidente do Consórcio Guaicurus, João Rezende, discorda que o aumento da frota para evitar aglomeração de passageiros seja boa alternativa para evitar a proliferação do novo coronavírus em Campo Grande, como pediu ontem o prefeito Marcos Trad Filho (PSD). Ele sugere, por outro lado, suspender temporariamente as gratuidades, com exceção do passe do estudante, para evitar que idosos e deficientes peguem os coletivos desnecessariamente.

“Estamos trabalhando em um momento bem ímpar, sensibilizando as pessoas a andar de ônibus em sua extrema necessidade e evitar horários de pico. Se não mudarmos a rotina, já começa a dar errado. Estamos vivendo em um momento diferente e eu vou me deslocar sem que nada tivesse mudado?”, opina o empresário.

Ofício com a sugestão foi encaminhada pela concessionária à Prefeitura, Tribunal Estadual de Contas, Tribunal de Justiça, Ministério Público Estadual e Assembleia Legislativa.

Vinícius Leite Campos, diretor-presidente da Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos (Agereg), afirmou ao Correio do Estado que a medida está fora de cogitação.

“O ofício foi enviado, porém as gratuidades são decorrentes de leis municipais e federais. As gratuidades vão permanecer, jamais podemos suspender as gratuidades num momento como esse, no qual a população pode necessitar do transporte por questões de saúde”, explica.

Ajudaria a reduzir o fluxo nos ônibus, segundo ele, se a rede estadual decidisse suspender as aulas na rede a exemplo do município, deixando os ônibus para quem trabalha e não tem escolha a não ser sair de casa.

Sobre o pedido para aumentar a frota, Leite diz que se necessário, o município pode estudar uma maneira de impor essa determinação à concessionária.

 

Felpuda


Embora embalada por vários “ex”, pré-candidatura a prefeito de esforçada figura não deslancha. É claro que ninguém ousa falar em voz alta que o apoio, em vez de alavancar os índices com o eleitorado, está é puxando para baixo. Uns dizem que o título do filme “Eu Sei O Que Vocês Fizeram no Verão Passado” retrata bem a situação. Outros complementam: “... na primavera, no outono, no inverno...”. Como diria vovó: “Aqui você planta, aqui você colhe!”.