Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CUIDADO

Apesar de sensação de segurança, especialistas alertam que pandemia pode piorar no Estado

Próximos dias serão decisivos para observar evolução da doença em Mato Grosso do Sul
29/03/2020 14:00 - Naiane Mesquita


 

Com 31 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) em Mato Grosso do Sul e até o momento nenhum óbito, alguns moradores pedem o fim das restrições impostas pelos órgãos governamentais baseados em uma crescente sensação de segurança. Porém, segundo especialistas, as próximas semanas serão decisivas para qualquer decisão. “Estamos seguindo a orientação que o mundo está seguindo. Se baseando na ciência. Casa cidade tem uma necessidade diferente e acredito que Campo Grande vai ter um reflexo menor ou protelado porque tomou as providências necessárias. Os próximos 15 dias vão ser decisivos para a nossa cidade, podemos estar numa situação dramática ou posso ser questionado por isso [medidas de restrição] e eu prefiro ser questionado", José Mauro de Castro Filho, secretário municipal de saúde. 

De acordo com a médica infectologista, Lis Regina Calixto Alves Renno, as previsões científicas indicam um aumento no número de casos para os próximos dias. “Estamos correndo atrás para que não ocorra dessa forma, mas temos que estar preparados para o pior cenário. O que acontecer a menos, estamos no lucro”, acredita.

O isolamento social e a higiene desempenham um papel decisivo na diminuição da contaminação por Covid-19. “O isolamento é fundamental, assim como os cuidados de higiene. Se afrouxarmos agora, será difícil depois”, explica Lis Regina.

Casos

O Ministério da Saúde informou na tarde de ontem (28), que Mato Grosso do Sul tem 31 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19), três a mais que no dia anterior. 

Desde o dia 25 de janeiro, foram registradas 449 notificações de casos suspeitos do coronavírus em Mato Grosso do Sul, sendo que 371 casos foram desconsiderados para Covid-19. Destes, onze foram excluídos por não se encaixarem na definição de caso suspeito do Ministério da Saúde. 360 foram descartados após os exames darem negativo para Covid-19.

Os dois primeiros casos confirmados em MS foram no dia 14 de março - há 14 dias - ou seja, o Estado tem uma média de dois casos confirmados por dia.

Felpuda


Dia desses, há quem tenha se lembrado de opositor ferrenho – em público –, contra governante da época, mas que não deixava de frequentar a fazenda de “sua vítima” sempre que possível e longe dos olhos populares. Por lá, dizem, riam que só do fictício enfrentamento de ambos, que atraía atenção e votos. E quem se lembrou da antiga história garantiu que hoje ela vem se repetindo, tendo duas figurinhas carimbadas nos papéis principais. Ô louco!