Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CHAMAMENTO PÚBLICO

Aplicativo que monitora infectados será comprado até fim do mês

Ferramenta informa quem teve contato com casos confirmados de Covid-19
17/05/2020 10:10 - Daiany Albuquerque


 

O Governo do Estado deverá publicar até o final deste mês o chamamento público que tem por finalidade adquirir um aplicativo que possa ajudar na identificação de possíveis casos da Covid-19. Isso porque a ferramenta informa as pessoas que tiveram contato com casos confirmados da doença.

A princípio, segundo o titular da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Geraldo Resende, o governo deverá abrir o processo para mais empresas, entretanto, apenas uma até agora parece ter correspondido ao que deseja a secretaria, o Dycovid, desenvolvido pela startup Mamba Labs, de Pernambuco.

“Vamos ver se tem outros aplicativos com a mesma eficácia. Faremos um chamamento público para empresas que tenham condições de se habilitar. Mas até agora o mais apropriado para o nosso Estado é o Dycovid”, informou Resende.

A ferramenta foi desenvolvida durante o Desafio Covid-19, iniciativa de inovação lançada pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Porto Digital e Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE). A ideia era apoiar o desenvolvimento de tecnologias para combater a pandemia do novo coronavírus. 

O app, que já está disponível no estado nordestino, monitora, por meio de geolocalização as pessoas que tiveram diagnóstico positivo para a doença e informa quem já teve contato com ela e também alerta pessoas que por algum motivo estejam se aproximando.

Resende afirmou que ainda não tem estimativa de quanto isso deverá custar para o Estado, mas salienta que será outro meio de contribuir para a prevenção do aumento do número de contaminados pelo novo coronavírus. De acordo com o secretário, o governo estuda colocar uma cláusula no contrato que preveja rompê-lo em três meses caso “não servir” para o que a secretaria deseja.

Para o médico infectologista e pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Julio Croda, esse investimento será essencial para que o Estado consiga conter os casos. “Ou investe em tecnologia para isolar os casos e contatos, ou vai ver os casos aumentarem muito rápido”.

 

Felpuda


A lista do Tribunal  de Contas de MS,  com nomes de gestores que tiveram reprovados os balanços financeiros  de quando exerceram cargos públicos,  está deixando  muitos candidatos de cabeça quente.  Conforme previsto  pelo Diálogo, adversários estão se utilizando de tais dados para cobrar, principalmente nas redes sociais, deixando alguns gestores na maior saia justa e tendo que se explicar. O eleitor, por enquanto, só observa. E dê-lhe!