Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

OPERAÇÃO OMERTÀ

Apontado como pistoleiro de Name, guarda municipal é demitido

José Moreira Freires foi condenado pelo assassinato do ex-delegado Paulo Magalhães
28/05/2020 12:39 - Da Redação


Apontado como pistoleiro da milícia chefiada pelo empresário Jamil Name, o guarda municipal de Campo Grande José Moreira Freires foi demitido nesta quinta-feira (28). Ele foi condenado a 18 anos de prisão pelo assassinato do ex-delegado Paulo Magalhães, em 2013.

O decreto foi publicado na edição de hoje do Diário Oficial da Capital (Diogrande). Conforme o texto, Freires violou diversos pontos do Estatuto do Servidor Público Municipal, como usar o cargo para proveito pessoal e cometer improbidade administrativa e por condutas inadequadas.

O agora ex-guarda é apontado pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul (MPMS), como um dos participantes do assassinato do estudante de Direito Matheus Xavier, em abril de 2019.

A Justiça decretou a prisão de Freires em setembro de 2019, quando foi deflagrada a Operação Omertà, que investiga o grupo criminoso liderado por Name e o filho, o também empresário Jamil Name Filho, que seria responsável por diversos assassinatos.

 
 

Felpuda


Embora faltem 26 dias para as eleições, a bolsa de apostas nos meios políticos já está em alta.

Dois nomes estão sendo apontados como favoritos para disputarem o segundo turno.

Isso acontecendo, há quem garanta que um deles receberia total apoio de antiga liderança e de todo o seu grupo, que hoje estão em lados opostos.

Vai longe o tempo em que o objetivo era tão somente o bem comum...