Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

OPERAÇÃO OMERTÀ

Apontado como pistoleiro de Name, guarda municipal é demitido

José Moreira Freires foi condenado pelo assassinato do ex-delegado Paulo Magalhães
28/05/2020 12:39 - Da Redação


Apontado como pistoleiro da milícia chefiada pelo empresário Jamil Name, o guarda municipal de Campo Grande José Moreira Freires foi demitido nesta quinta-feira (28). Ele foi condenado a 18 anos de prisão pelo assassinato do ex-delegado Paulo Magalhães, em 2013.

O decreto foi publicado na edição de hoje do Diário Oficial da Capital (Diogrande). Conforme o texto, Freires violou diversos pontos do Estatuto do Servidor Público Municipal, como usar o cargo para proveito pessoal e cometer improbidade administrativa e por condutas inadequadas.

O agora ex-guarda é apontado pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul (MPMS), como um dos participantes do assassinato do estudante de Direito Matheus Xavier, em abril de 2019.

A Justiça decretou a prisão de Freires em setembro de 2019, quando foi deflagrada a Operação Omertà, que investiga o grupo criminoso liderado por Name e o filho, o também empresário Jamil Name Filho, que seria responsável por diversos assassinatos.

 
 

Felpuda


Pré-candidatos que em outras eras cumpriram mandato e hoje sonham em voltar a ter uma cadeira para chamar de sua estão se esmerando em apresentar suas folhas de trabalho. O esforço é grande para mostrar os serviços prestados, mas estão se esquecendo que a cidade cresceu, os problemas aumentaram e aquilo que já foi tido como grande benefício hoje não passa da mais simples obrigação diante do progresso e das novas exigências legais. Assim sendo...