Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MUDANÇA

Após erro de ministérios, Hospital Regional será referência em coronavírus

Casos suspeitos ainda devem ser investigados nos municípios de origem dos pacientes
12/03/2020 10:21 - Natalia Yahn


 

O Hospital Regional (HRMS), em Campo Grande, será referência em atendimento a pacientes com suspeita de coronavírus em Mato Grosso do Sul. A unidade foi definida após o Hospital Univesitário (Humap-UFMS) deixar de ser o local indicado para envio e tratamento de pessoas com sintomas ou suspeita de estarem com o Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. O Humap informou que não é referência em tratamento de doenças infecciosas no Estado, e que foi erroneamente destinado pelos ministérios da Saúde e da Educação - informação que ainda consta no site do Ministério da Saúde.

O titular da SES, Geraldo Resende, informou que ainda hoje será feita reunião para determinar a quantidade de leitos a serem reservados no HRMS para possíveis pacientes com o vírus no Estado.

“Vamos avaliar a logística, caso aconteça aqui (em MS), principalmente no tocante a leitos e unidades para tratamento. Estamos repaginando o Regional e provavelmente vamos contratar unidades em outra unidade a ser definida até a tarde”.

Os municípios da fronteira do Brasil com o Paraguai, especialmente Ponta Porã, Coronel Sapucaia, Mundo Novo - além de Bela Vista, Porto Murtinho, Paranhos e Aral Moreira - são os locais de mais atenção da SES, por conta da quarentena no país vizinho. “Preocupa a froteira. Nós estamos em contato com os secretários municipais de saúde e vamos fazer o enfrentamento contanto com todas as forças”, afirmou Resende.

Para alinhar estratégias, o titular da SES também deve se reunir com o secretário municipal de Saúde (Sesau), José Mauro de Castro Filho. “É mais urgente, pois certamente parcela significativa da populaçaõ do Estado está na Capital. Precisamos estar preparados, com logística, fluxo, caso chegue até aqui”, disse Resende.

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO

No dia 30 de janeiro, quando a Organização Mundial de Saúde (OMS) emitiu alerta global por conta do coronavírus - onde foi declarada pandemia o que obriga os países a tomarem atitudes preventivas - a SES havia anunciado o Humap como hospital de referência no tratamento de casos de Covid-19. Porém, agora a SES mudou a estratégia e definiu o HRMS.  

Apesar de ter corpo clínico técnico de infectologistas, o Humap não será a unidade para onde os pacientes com suspeita da doença serão encaminhados. Caso outros serviços de saúde tenham dúvidas, os profissionais poderão prestar apoio técnico, mas os doentes serão levados para o Regional. Ainda assim, a orientação é que qualquer paciente deve procurar uma unidade de saúde para determinar diagnóstico adequado.

Além dos profissionais do Humap, os técnicos das secretarias municipais e de Estado de Saúde estão sendo capacitados para lidar com eventuais casos da doença.

Felpuda


Embora embalada por vários “ex”, pré-candidatura a prefeito de esforçada figura não deslancha. É claro que ninguém ousa falar em voz alta que o apoio, em vez de alavancar os índices com o eleitorado, está é puxando para baixo. Uns dizem que o título do filme “Eu Sei O Que Vocês Fizeram no Verão Passado” retrata bem a situação. Outros complementam: “... na primavera, no outono, no inverno...”. Como diria vovó: “Aqui você planta, aqui você colhe!”.