Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

Após Reviva, novo trecho da Rua 14 de Julho é recapeado

Moradores e comerciantes estão sendo orientados para eventual interdição parcial ou total da via
04/05/2020 12:13 - Adriel Mattos


 

Após entregar a primeira etapa do projeto Reviva Campo Grande, a prefeitura está recapeando outro trecho da Rua 14 de Julho. Cerca de 1km receberá asfalto novo, entre a Avenida Mato Grosso e a Rua Eça de Queiroz.

Esse trabalho retoma as obras de requalificação e tem previsão de ser concluído na primeira quinzena de junho. Todos os comerciantes e moradores ao longo do trajeto foram informados sobre os serviços, já que, em alguns momentos, pode ocorrer interdição parcial ou total da pista.

Seguindo as normas impostas devido à quarentena contra a pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, os trabalhadores adotaram todas as medidas de biossegurança e de proteção.  

 
 

HISTÓRICO

A revitalização da principal via comercial da Capital durou 17 meses entre dúvidas, reclamações, caos até alcançar uma sensação de otimismo e esperança. A obra foi inaugurada em 29 de novembro, antes do prazo previsto. “Entregamos essa obra sem nenhum escândalo e sem intervenção dos órgãos de controle. É uma obra com paisagismo, com área de descanso, com iluminação em LED e recapeamento”, disse o prefeito Marcos Trad (PSD) em discurso na cerimônia.

Ao custo de R$ 60 milhões, a rua foi completamente transformada, perdendo emaranhado de 11 quilômetros de fios e 139 postes deu lugar uma complexa e moderna rede subterrânea, e deixou a paisagem mais limpa, realçando as calçadas - que estão maiores - e as flores e árvores que até então não existiam.

Primeira etapa do projeto, a revitalização da rua 14 de Julho deixa a estrutura pronta para as etapas que virão. O projeto de revitalização teve como modelo intervenções similares, também financiadas pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) em outros países, e baseia-se em três eixos centrais: o embutimento da rede, priorização ao pedestre e projetos de habitação para reocupar a região. Destes, somente o último ainda não teve início.  

Em uma segunda etapa, o Reviva vai contemplar obras nas ruas transversais a 14 de Julho, como recapeamento, paisagismo, padronização de calçadas e iluminação em LED.

 

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.