Cidades

CATIVEIRO

Após ser sequestrado, jovem é assassinado com cinco tiros

Após ser sequestrado, jovem é assassinado com cinco tiros

DA REDAÇÃO

10/06/2011 - 10h52
Continue lendo...

Após ficar em cativeiro por quatro dias em casa no bairro Coophavilla,Éden da Silva Larrea, de 23 anos, foi assassinado com cinco tiros à queima roupa ontem na rodovia BR-262, em Campo Grande. O crime foi desvendado depois que um amigo da vítima, um homem de 30 anos, que também foi sequestrado, conseguiu escapar e chamar a Polícia Militar.

Na delegacia, o homem de 30 anos disse foi sequestrado junto com Éden na segunda-feira (06). Eles ficaram no cativeiro até o início da noite de ontem, quando foram colocados no porta-malas de um carro prata e levados para um matagal próximo da rodovia.

No local foram retirados do veículo e em seguida Éden foi morto com vários disparos., Dois tiros acertaram as costas e três a cabeça.

O rapaz só conseguiu fugir porque a arma de um dos homens falhou.

A vítima levou os policiais até o matagal onde aconteceu o homicídio. O corpo de Éden foi encontrado no local. A suspeita é que o crime tenha sido por vingança.

Regulamentação de Motoristas de APP

ALEMS discute em assembleia projeto que regulamenta profissão de motorista de aplicativo

O debate que regulamenta a profissão de motorista de app, será na quarta-feira (29), na Assembleia Legislativa de MS, com a participação do relator na Comissão de Desenvolvimento Econômico, o deputado federal Augusto Coutinho (Republicanos-PE)

24/05/2024 17h15

A proposta não inclui entregadores que prestam serviço por aplicativo

A proposta não inclui entregadores que prestam serviço por aplicativo Gerson Oliveira / Correio do Estado

Continue Lendo...

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), irá discutir na próxima semana, durante assembleia pública, a regulamentação que pode dar direitos trabalhistas aos motoristas de aplicativo. 

A proposta não inclui entregadores que prestam serviço por aplicativo.

A assembleia pública está convocada para a quarta-feira (29), tendo sido proposta pelo presidente da Casa de Leis, o deputado Gerson Claro (PP), juntamente com o deputado estadual Paulo Duarte (PSB).

Durante a discussão será abordado o Projeto de Lei Complementar (PLP)  12/2024 de autoria do Poder Executivo, que está em tramitação desde março deste ano na Câmara dos Deputados. 

O relator do projeto na Comissão de Desenvolvimento Econômico, o deputado federal Augusto Coutinho (Republicanos-PE), estará presente durante a assembleia. Também está prevista a participação do deputado estadual Beto Pereira (PSDB). 

O que é a lei 12/24?

O Projeto de Lei Complementar 12/24, propõe a regulamentação de motorista de aplicativo como uma categoria de emprego que prevê direitos sem que os trabalhadores percam autonomia para escolher qual o melhor horário para realizar suas corridas e continuar regulando a jornada de trabalho. 

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2022 cerca de 1,5 milhão de profissionais compõe a categoria de trabalhadores de aplicativo, entretanto, é importante frisar que a PL contempla apenas motoristas de veículos, deixando de fora moto entregadores e outras modalidades de entrega como os que utilizam bicicleta. 

Garantias

  • O trabalhador fica livre para trabalhar para a empresa que desejar quebrando o vínculo de exclusividade exigidas pelas plataformas, podendo atuar em mais de uma no período em que estiver realizando corridas; 
  • A lei também retira a exigência com relação ao tempo mínimo à disposição e a frequência com que o profissional presta o serviço;
  • Pela lei, o motorista de aplicativo (de veículo de quatro horas) não poderá ultrapassar a carga de doze horas de trabalho diário;

Além disso, o motorista que integra a categoria “motorista de aplicativo de veículo de quatro rodas” responderá a um sindicato que terá entre suas atribuições os seguintes pontos:

  • Negociação coletiva;
  • Celebração de acordo ou convenção coletiva; 
  • Representação coletiva dos trabalhadores ou das empresas nas demandas judiciais e extrajudiciais de interesse da categoria.

Alvo de protestos por todo país quando foi entregue na Câmara Federal, o PL prevê a remuneração de R$ 32,10 por hora trabalhada que contemplam os períodos que o condutor está em uma corrida e não atende horas paradas. O cálculo base foi feito em cima do salário mínimo.

Do valor recebido, R$ 24,07 podem ser aplicados na cobertura de gastos da profissão como:

  • Celular;
  • Combustível;
  • Manutenção do veículo;
  • Pagamento do seguro, entre outros;

Conforme o cálculo apresentado pelo governo Federal, o motorista de app, que trabalhar 8h por dia, conseguirá tirar, em tese, R$ 5.136, sendo que o salário será reajustado conforme o aumento do salário mínimo. 

Benefícios

  • Previdência social (motoristas de app entrarão como contribuintes individuais na classificação “trabalhador autônomo por plataforma”). Com o valor de 7,5% (motoristas) e 20% (empresas) do recorte do salário de contribuição que equivale a R$ 8,03/hora.
  • Mulheres passam a ter direito ao auxílio-maternidade;

 

O PL também prevê que a empresa repasse relatórios aos trabalhadores de aplicativo com detalhamento de horas trabalhadas, remunerações e outros detalhes. A exclusão da plataforma só pode ocorrer mediante fraude, má-fé do trabalhador que terá direito pleno a defesa. 

Onde acompanhar a audiência pública?

A audiência aberta ao público será no plenário Deputado Júlio Maia,  a partir das 14h, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. 

A transmissão será feita ao vivo pelos canais de comunicação da Casa de Leis: TV ALEMS (canal 7.2), Rádio ALEMS (FM 105,5), YouTube e Facebook.

Assine o Correio do Estado

 

 

Frente Fria

Em 24 horas, temperatura caiu 15,1ºC em Campo Grande e Dourados

Tempo continuará instável e com bastante nebulosidade e chuvas neste fim de semana

24/05/2024 16h45

Marcelo Victor/Correio do Estado

Continue Lendo...

Uma frente fria que chegou ao Estado no fim da tarde de ontem (23) derrubou a temperatura em 15,1ºC dentro de 24 horas em Campo Grande.

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a Capital morena chegou a registrar máxima de 32,3ºC no início da tarde de quinta-feira, temperatura que caiu para 17,2ºC no mesmo horário desta sexta-feira (24).

A mesma variação de temperatura foi verificada em Dourados, município quase 230 km distante da Capital. Às 13h, os termômetros marcavam 32,9ºC na quinta-feira, e 17,8ºC nesta sexta.

Em Ponta Porã, a variação de temperatura foi ainda maior, de -16,8ºC no mesmo horário, visto que os termômetros foram de 30,4ºC para 13,6ºC em 24 horas.

Corumbá também registrou uma grande queda na temperatura, que foi de 35,4ºC para 18,8ºC, variação de -16,6ºC.

A tendência é de que as temperaturas caiam ainda mais neste fim de semana. Conforme o Centro de Monitoramento do Tempo e Clima (Cemtec) o tempo continuará instável e com bastante nebulosidade, chuvas e, pontualmente, tempestades devido ao avanço da frente fria.

As temperaturas máximas ficarão amenas, com valores entre 16-22°C, principalmente na região centro-sul do estado. Além disso, devido ao avanço do ar frio, pode ocorrer a chamada “mínima invertida”, com temperaturas que diminuem ao longo do dia.

Confira as mínimas registradas em alguns municípios de Mato Grosso do Sul nesta sexta-feira*:

Município Mínima Horário
Campo Grande 17,2ºC 13h e 15h
Dourados 15,7ºC 8h
Ponta Porã 12,1ºC 16h
Corumbá 17,9ºC 11h
Três Lagoas 20,4ºC 10h
*até 16h

Previsão para o fim de semana

Para sábado (25) e domingo (26), a previsão do Cemtec é de muitas nuvens e possibilidade de chuvas. As amplitudes térmicas devem ser pequenas, ou seja, com pouca diferença entre a temperatura máxima e a mínima.

A sensação de frio será reforçada devido ao tempo fechado. Os locais com maior probabilidade de chuvas são as regiões centro-sul, sudoeste e oeste do estado, com acumulados previstos entre 20-30 mm. Estão previstas mínimas entre 9-12°C e máximas entre 13-16°C para as regiões sul, sudeste e sudoeste.

Na região pantaneira esperam-se mínimas entre 13-15°C e máximas entre 16-18°C. Para as regiões norte, leste e bolsão esperam-se mínimas entre 15-17°C e máximas entre 18-24°C. Em Campo Grande, são esperadas mínimas entre 13-15°C e máximas entre 16-19°C. Os ventos atuam do quadrante sul com valores entre 30-50 km/h e, pontualmente, podem ocorrer rajadas de vento acima de 50 km/h.

Para a semana que vem, a tendência meteorológica indica continuidade do frio no estado. O ar frio será impulsionado por outra frente fria que se forma entre os dias 27 e 28 de maio e que irá favorecer um novo pulso de ar frio em direção ao centro-oeste.

Nos dias 28 e 29 de maio de 2024, a região sul/extremo sul do estado pode registrar temperaturas próximas de 4 a 5°C e, pontualmente, temperaturas abaixo dos 4°C, favorecendo, com menor probabilidade, a chance de geada fraca nessas regiões. Na capital espera-se mínimas entre 8 e 10°C nestes dias.

Assine o Correio do Estado.

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).