Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ALERTA

Após toque de recolher, preocupação da Guarda passa a ser aglomeração durante o dia

Abertura do comércio fez pessoas saírem de casa sem necessidade
09/04/2020 09:22 - Daiany Albuquerque, Ricardo Campos Jr


 

Resultado da fiscalização do toque de recolher mostra que a população aos poucos começa a respeitar a medida necessária para conter o avanço da Covid-19 e a preocupação da Guarda Municipal passa a ser a aglomeração durante o dia. 

Nessa quarta-feira (8), foram encontradas 63 pessoas fora de casa e 10 estabelecimentos comerciais abertos além do horário permitido. Os números contrastam com as centenas de cidadãos violando o decreto municipal na semana passada.

O secretario especial de Segurança e Defesa Social de Campo Grande, Valério Azambuja, disse ao Correio do Estado que “são pouquíssimos ficando na rua. Esses números de ontem são aceitáveis. As regiões que mais flagramos pessoas descumprindo o toque de recolher são Imbirussu (leste) e Anhanduí (sul)”.

Contudo, a corporação também tem feito blitze ao longo do dia e constatou que a reabertura do comércio têm levado muitas pessoas à rua desnecessariamente.

“Muitos saem de casa sem necessidade, sem terem o que fazer. Ontem mesmo reparamos que houve uma volta à normalidade e não é porque as lojas abriram que as pessoas têm que sair”, pontua.

Nesta quinta-feira pela manhã, os guardas fiscalizaram não apenas a região central como os terminais para checar se as normas estão sendo cumpridas, como a proibição de que passageiros andem em pé nos coletivos. 

“Percebemos que houve um retorno à normalidade”, completa Azambuja.

 

Felpuda


Pré-candidato a prefeito de Campo Grande divulgou vídeo em que político conhecido Brasil afora anuncia apoio às suas pretensões. O problema é que o tal líder já andou sendo denunciado por mal feitos em sua trajetória, sem contar que o pai do dito-cujo teve de renunciar ao cargo de ministro por ter ligações nebulosas com empresa de agrotóxico. Depois do advento da internet, essa coisa de o povo ter memória curta hoje não passa de coisa “da era pré-histórica”.