Cidades
DESPEDIDA

Com legado de quase 60 anos na fotografia, Arlindo Namour morre na Capital

Namour foi referência na fotografia em Campo Grande entre as décadas de 70 e 90

Izabela Cavalcanti

28/07/2021 14:55

O renomado fotógrafo Arlindo Namour, de 73 anos, morreu na manhã desta quarta-feira (28), de parada cardio-respiratória. 

De acordo com seu filho, que também se chama Arlindo, ele estava internado há uma semana e logo já foi intubado. Ele havia contraído Covid-19, mas estava sem o vírus, só com as complicações causadas por ele.  

Ele já havia tomado as duas doses da vacina contra a Covid há mais de 40 dias.

Últimas notícias

Na década de 90, seus filhos, Arlindo, de 44 anos e Alexadre Namour, 41 anos, começaram a trabalhar junto ao pai. Essa parceria durou 18 anos.

"Meu pai sempre teve a coragem de ser o primeiro em tudo na sua profissão, nunca mediu esforços. Ele frequentava cursos e congressos na Europa desde a década de 60, quando nenhum fotógrafo pensava nisso", relembra Arlindo Filho.