Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MUDANÇAS

Águas Guariroba pede que consumidores utilizem canais de atendimento digital para não sair de casa

Empresa disponibiliza quatro canais de atendimento
17/03/2020 18:02 - Fábio Oruê


 

Concessionária que administra a distribuição de água em Campo Grande, Águas Guariroba pede para que a população passe a utilizar os canais de atendimento digitais para solicitar os serviços da concessionária para assim evitar sair de casa.

Segundo informou a empresa que, de acordo com as orientações dos órgãos de saúde pública para conter o avanço do Coronavírus, está adotando medidas para evitar aglomerações no atendimento presencial.

Por meio dos canais de digitais, a concessionária está disponibilizando acesso à todos os seus serviços, tais como troca de titularidade, ligação nova, solicitação de segunda via, informações de débitos, religações, dúvidas de consumo, parcelamentos, informação de vazamento e análise de consumo.

Os canais são gratuitos são o Call center - que é 24h - no número 0800 642 0115 ou 115 e o WhatsApp - 08h às 17h - no contato (67) 99123-0008. Neste último basta que o usuário mande uma mensagem para este número, digite sua matrícula, confirme seus dados e escolha a opção de serviço desejada.

Existe também o aplicativo Águas App (versão IOS e Android), que para ter acesso aos serviços, é necessário apenas fazer o download gratuito na Apple Store ou Google Store. Em seguida, o cliente deve inserir a UF/Estado e o CPF do titular para buscar o serviço desejado.

Além disso, o cliente pode os serviços disponíveis pelo site da Águas Guariroba, inserindo o CPF do titular e a matrícula.

Na área operacional, os colaboradores de campo estão atuando normalmente, com exceção dos grupos de maior risco à doença, não havendo impacto nos serviços de abastecimento de água e tratamento de esgoto, disponibilizados à população. 

 

Felpuda


Apressadas que só, figurinhas tentaram se “apoderar” do protagonismo de decisão administrativa. Não ficaram sequer vermelhas quando se assanharam todas para dizer que tinham sido responsáveis pela assinatura de documento que, aliás, era uma medida estabelecida desde 2019. Quem viu o agito da dupla não pode deixar de se lembrar daquele pássaro da espécie Molothrus bonarienses, mais conhecido como chupim, mesmo. Afe!