Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

LICITAÇÃO QUESTIONADA

Auditoria de concessões não está garantida, diz prefeitura

Prefeitura quer firmar ata com empresa de engenharia, mas só vai auditar Águas e Solurb, se "houver necessidade"
22/07/2020 06:04 - Eduardo Miranda


A Prefeitura de Campo Grande informou que não existe garantia de que contratará o serviço de verificação independente dos contratos de concessão da Águas Guariroba e da Solurb mesmo depois de contratar empresa para esta finalidade. 

um pregão em andamento (está suspenso) que tem como favorita para ser contratada uma empresa da Capital, a Deméter Engenharia.  

Por tratar-se da formação de uma ata de preços, não há garantia de que as concessionárias passarão por auditoria. 

“Poderão ou não ser contratadas pelo município conforme surgimento da necessidade, uma vez que o sistema de registro de preços é um instrumento de planejamento para a administração pública”, informou a assessoria de imprensa do município ao Correio do Estado.  

A Deméter, que lidera o Consórcio Pantanal, propôs-se a executar os serviços previstos em edital por R$ 8,4 milhões. 

O objetivo da contratação é criar uma ata de preços para modelar várias parcerias público-privadas, como as de pavimentação, mobiliário urbano e administração de cemitérios, e também auditar os contratos de limpeza urbana, detido pela Solurb, e de água e esgoto, da Águas Guariroba.

CONCESSÕES BILIONÁRIAS

Somadas, as concessões da Solurb e da Águas Guariroba chegam a R$ 3,2 bilhões.  

O pregão para a escolha da empresa que verificará os projetos está suspenso por causa de recurso apresentado pela Égis Engenharia, de Cotia (SP). 

As maiores empresas do mundo em serviços profissionais, como Deloitte, KPMG, PwC (PricewaterhouseCoopers) e EY (Ernst & Young) se interessaram em participar do pregão, mas desistiram depois que a prefeitura enviou as respostas a seus questionamentos e ainda negou a impugnação do edital pedida pela EY.  

Entre as irregularidades apontadas pelas quatro maiores do mundo, está a suposta impossibilidade de se estabelecer ata de preços para serviços específicos, que deveriam ser contratados por meio de outra modalidade de licitação: a concorrência pública, com melhor técnica e preço.

 
 

Felpuda


Ex-cabecinha coroada anda dizendo por aí ser o responsável por vários projetos para Campo Grande, executados posteriormente por sucessor. 

Ao fim de seus comentários, faz alerta para que o eleitor analise atentamente de como surgiram tais obras e arremata afirmando que não foi “como pó mágico de alguma boa fada madrinha. 

Houve muito suor nos corredores de Brasília”. Então, tá!...