Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FILME

Autocine exibe o filme "O grilo feliz e os insetos gigantes" neste domingo

A primeira sessão será às 18h e a segunda às 20h
04/07/2020 12:00 - Gabrielle Tavares


 

O Autocine da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) vai exibir amanhã (5) a animação nacional “O Grilo Feliz e os Insetos Gigantes”. Serão duas sessões, a primeira às 18h e a extra, às 20h e os ingressos são gratuitos e limitados.

O pró-reitor de Extensão, Cultura e Esportes Marcelo Fernandes explicou que filmes infantis e produções nacionais serão priorizados para exibição. "Queremos que o Autocine seja um programa para toda a família”, disse.

A lotação máxima do local é de 70 carros e a temperatura das pessoas é aferida na entrada. “[...] e estamos observando o uso obrigatório de máscaras antes dos veículos entrarem no local”, comentou Fernandes.

O Grilo Feliz e os Insetos Gigantes é um dos filmes do Cine Sesc. “Entendemos que o AutoCine democratiza o acesso à cultura por meio de conteúdos produzidos por grandes nomes da arte e o Sesc, enquanto instituição que vê o valor da cultura na formação do cidadão e de uma sociedade mais igualitária, não poderia ficar de fora”, explicou a diretora regional do Sesc/MS, Regina Ferro. “E é uma alegria contribuir com a volta das operações do AutoCine, um resgate para a cultura de Campo Grande”, completou.

Ingressos

Interessados em adquirir os ingressos devem ligar nos telefones 3316-9157 ou 4042-1313. Neste sábado (4), UFMS também vai realizar sorteio para alunos e servidores da instituição. Para participar, é necessário estar logado numa conta de e-mail da UFMS e preencher um formulário disponível no site da universidade.

 

Felpuda


Nos bastidores, há quem garanta que a única salvação, de quem está com a corda no pescoço, é ele aceitar ser candidato a vice-prefeito em chapa de novato no partido. Vale dizer que isso nunca teria passado por sua cabeça, uma vez que foi eleito com, digamos, “caminhão de votos”. Se aceitar a imposição, pisaria na tábua de salvação; se recusar, poderá perder o mandato. Ah, o poder!