Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MATO GROSSO DO SUL

Avanço do coronavírus pelo interior preocupa autoridades

Guia Lopes da Laguna teve quarentena geral e Jardim está em alerta; em Brasilândia há restrições
09/05/2020 09:30 - Daiany Albuquerque


 

Os casos de Covid-19, doença causada pelo coronavírus, têm avançado por municípios do interior de Mato Grosso do Sul, o que tem deixado os prefeitos preocupados com a situação. O município de Guia Lopes da Laguna decretou o fechamento completo do comércio a partir da meia-noite desta sexta-feira (8), por conta dos crescentes casos da doença. Na tentativa de conter a curva de incidência da Covid-19, algumas outras cidades estão tomando medidas mais severas.

O decreto 28 publicado pela prefeitura de Guia Lopes, onde já se contabiliza 12 casos de Covid-19, impede o funcionamento de estabelecimentos comerciais que não são considerados essenciais e, além disso, o serviço de delivery funcionará apenas para farmácias, supermercados e outros comércios que vendam produtos alimentícios.

A circulação de pessoas também está restrita no município, será permitido sair de casa apenas duas vezes por semana e somente para atividades de necessidade primária, como ir ao supermercado ou à farmácia.  

As pessoas deverão estar munidas de documento de identificação com foto, já que essa circulação respeitará a data de nascimento de cada uma. As regras são: pessoas nascidas de janeiro a abril estão autorizadas a saírem de casa somente às terças e sextas-feiras; quem nasceu de maio a agosto, às quartas e aos sábados; e as nascidas entre setembro e dezembro poderão sair às segundas e quintas-feiras.

A entrada de ônibus, micro-ônibus, vans de transporte de turistas e de transporte coletivo intermunicipal está proibida na cidade. “Eu estou bastante assustado, a população também, porque ninguém estava acreditando, ninguém estava ficando em casa, tinha muitas aglomerações, festinhas, e deu no que deu. Todos os casos que estão indo como suspeitos estão voltando como positivo”, declarou o prefeito da cidade, Jair Scarpini (PSDB).

Na cidade, o foco da doença surgiu em um frigorífico, onde funcionários foram contaminados e levaram o vírus para seus familiares. Além dos 12 casos confirmados pela manhã, o município confirmou mais 9 casos no fim da noite desta sexta-feira, totalizando 21 infectados pela Covid-19 .

Em Jardim, cidade vizinha a Guia Lopes, são três casos confirmados, e o prefeito, Guilherme Alves Monteiro (PSDB), já sinaliza que pode seguir o município vizinho e decretar a quarentena mais severa “se o comportamento não mudar”.

“No começo, as pessoas diziam que era só uma gripezinha, reclamavam das determinações, mas, quando viram que a doença chegou aqui, esse comportamento começou a mudar. A tendência é de aumentar o número de casos e tudo depende do comportamento das pessoas. Conforme for este fim de semana, ou mantemos como está ou já na segunda-feira decretamos o lockdown”, alertou.

Na cidade, o uso de máscaras dentro de locais fechados já é obrigatório, e o não cumprimento pode gerar multa para a pessoa e resultar até na suspensão do alvará do estabelecimento que permitir a entrada dela no local.

Segundo o prefeito, um dos problemas que a prefeitura tem enfrentado são os encontros familiares e entre amigos, principalmente durante o fim de semana, por isso, o período será usado como um divisor de águas para entender a necessidade ou não de um fechamento completo.  

“O que incomoda hoje são as aglomerações em casa, tivemos duas situações dessas aqui. Acredito que agora, com a situação em Guia Lopes, o povo entendeu, caiu a ficha, mas vamos ver o grau de preocupação neste fim de semana. O vírus já está aqui e não adianta mais nada, temos que fazer com que essas pessoas não circulem”, disse o prefeito.

Como a cidade é muito próxima de Guia Lopes, a preocupação é ainda maior, inclusive, alguns moradores da cidade trabalham no frigorífico que foi o epicentro da pandemia da cidade vizinha. Mesmo assim, por serem consideradas cidades-irmãs, o transitar de pessoas entre elas não será proibido.

 
 

Brasilândia

Além de Guia Lopes, Brasilândia – onde há sete casos confirmados do novo coronavírus – também determinou a partir desta sexta-feira o fechamento do comércio, entretanto, o prefeito Antônio de Pádua Thiago (MDB) ressaltou que o seu decreto não chega a ser tão restritivo quanto o do outro município.

“Não chega a ser um lockdown, mas restringe algumas atividades. O toque de recolher também começa mais cedo, a partir das 20h, e durante o dia só o essencial funcionará”, declarou Thiago. A obrigatoriedade do uso de máscaras já estava estabelecida na cidade. As restrições valerão, inicialmente, até o dia 31 de maio.

Ainda de acordo com o prefeito de Brasilândia, a proximidade com Três Lagoas, um dos municípios com o maior número de casos em Mato Grosso do Sul, e também com o interior de São Paulo preocupa.  

O município também aditou medidas no sistema de saúde, como o treinamento da equipe de frente do hospital da cidade para o atendimento de casos suspeitos da Covid-19. A entrada de pacientes com sintomas de síndromes gripais no centro médico também é diferente.  

As Unidades Básicas de Saúde (UBSs) tiveram o horário reduzido em Brasilândia, e uma UBS de campanha foi montada na praça central da cidade.

Felpuda


Ex-cabecinha coroada anda dizendo por aí ser o responsável por vários projetos para Campo Grande, executados posteriormente por sucessor. 

Ao fim de seus comentários, faz alerta para que o eleitor analise atentamente de como surgiram tais obras e arremata afirmando que não foi “como pó mágico de alguma boa fada madrinha. 

Houve muito suor nos corredores de Brasília”. Então, tá!...