Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORONAVÍRUS

Barreiras sanitárias serão reinstaladas em 3 acessos da Capital

Elas funcionarão durante 15 dias em três saídas
01/06/2020 09:51 - Adriel Mattos, Gabrielle Tavares


As barreiras sanitárias nas vias que dão acesso a Campo Grande voltarão a ser instaladas no dia 8 de junho. A medida será realizada por 15 dias nas saídas para Três Lagoas, São Paulo e Sidrolândia, em turnos que começarão às 6h e se encerrarão às 18h.

Elas funcionaram nos dias 26 e 27 de maio em caráter de testes. Foram paradas cerca de 16 mil pessoas, oito foram flagradas com sintomas, que ainda estão sendo acompanhadas, mas nenhuma testou positivo para Covid-19.

“Fizemos em cinco acessos da primeira vez e agora vamos fazer em apenas três lugares, porque os dados colhidos nos deu a informação de que são os mais importantes para continuar com as averiguações. São ponto que nos interessa continuar”, disse o Secretário Municipal de Governo e Relações Institucionais, Antônio Lacerda.

Como modo de preparação para as barreiras sanitárias, a Prefeitura começou nesta segunda-feira (1º) a realizar blitze em terminais de ônibus e cruzamentos com grande circulação de pessoas na cidade. Passageiros serão entrevistados, onde informarão se tiveram algum sintoma da doença, e terão as temperaturas medidas.

Terminais urbanos

Hoje as blitz serão nos terminais Guaicurus, Morenão e Moreninhas. Amanhã na terça-feira (02), são nos terminais General Osório, Nova Bahia e Hércules Maymone. Na quarta-feira (03), é a vez dos terminais Júlio de Castilho, Bandeirantes e Aero Rancho. Todos os dias os turnos serão das 5:30h às 8:30h.

Cruzamentos

Nesta segunda-feira vão ser feito as testagens das 15h às 18h, na Avenida Calógeras esquina com a Rua XV de Novembro, Centro. Na terça-feira (02), é das 15h às 17h, na Rua Jerônimo de Albuquerque, no Bairro Nova Lima. Já na quarta-feira (03), também das 15h às 17h, na Rua Barueri, no Bairro Moreninhas.

Na quinta-feira (04) é a vez da Rua 14 de Julho esquina com a Avenida Afonso Pena, das 8h às 11h. No mesmo horário, na sexta-feira (05), na Rua da Divisão que fica no Bairro Parati.

 
 

Felpuda


Lideranças de alguns partidos estão fazendo esforço da-que-les para fechar chapa com o número exigido por lei de 30% do total de vagas para as mulheres. Uma dessas legendas, por exemplo, tenta mostrar a “felicidade” das suas pré-candidatas, mas teme o fracasso, tendo em vista que o “chefe maior” é aquele que já mandou mulheres calarem a boca e disse também que a importância da sua então esposa na campanha eleitoral era porque apenas “dormia com ele”. Ô louco!