Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FISCALIZAÇÃO

Barreiras identificaram 51 pessoas com suspeita de Covid-19

Ao todo já foram abordaram mais de 179 mil pessoas até esta sexta-feira nos 17 pontos
18/04/2020 18:00 - Daiany Albuquerque


 

As barreiras sanitárias montadas em Mato Grosso do Sul já flagraram 51 pessoas com sintomas suspeitas da Covid-19, o novo coronavírus. Até a sexta-feira (17), 179 mil pessoas já haviam sido abordadas nos 17 pontos montados nas regiões de fronteira do Estado.

De acordo com o Governo do Estado, as pessoas que apresentavam sintomas da doença oram orientadas a procurarem uma unidade de saúde, além de preencherem um questionamento.

Para o Estado, o procedimento possibilita as equipes monitorem os viajantes, até o momento não foi registrado pelos bloqueios nenhum caso confirmado do novo coronavírus. Considerando as rodovias e o Aeroporto Internacional de Campo Grande, mais de 87,7 mil meios de transportes já foram fiscalizados por policiais militares, bombeiros militares e técnicos da Agência Estadual de Vigilância Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), com apoio das equipes municipais de saúde.

A maioria das abordagens acontece a veículos de passeios, que correspondem a 59,9 mil dos atendimentos. Responsáveis pelo transporte de cargas e mercadorias, os caminhões aparecem na segunda posição com 22,5 mil abordagens. O setor de transporte também registra números expressivos de abordagens como 937 ônibus de viagens, 578 vans e 50 aeronaves.

Conforme a Comissão de Controle Sanitário de Mato Grosso do Sul (CCS/MS), há possibilidade de haver uma diminuição no fluxo de pessoas que chegam ao Estado. Em comparação ao domingo de Páscoa, que registrou o maior fluxo desde o início das operações, com 15,9 mil pessoas. A sexta-feira apresentou queda no movimento de 12.6 mil pessoas que entraram em Mato Grosso do Sul.

Felpuda


Pré-candidatos que em outras eras cumpriram mandato e hoje sonham em voltar a ter uma cadeira para chamar de sua estão se esmerando em apresentar suas folhas de trabalho. O esforço é grande para mostrar os serviços prestados, mas estão se esquecendo que a cidade cresceu, os problemas aumentaram e aquilo que já foi tido como grande benefício hoje não passa da mais simples obrigação diante do progresso e das novas exigências legais. Assim sendo...