Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BOLETIM

Bebê que teve morte confirmada por H1N1 na verdade está vivo

Óbito foi informado equivocadamente e informação foi corrigida pela Secretaria Estadual de Saúde
27/04/2020 18:46 - Glaucea Vaccari


Um bebê de 8 meses, que teve a morte confirmada por H1N1 pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), na verdade está vivo e já recebeu alta da unidade de saúde onde estava internado, em Coxim. Correção da informação foi publicada no último boletim epidemiológico da Influenza, na última sexta-feira (24).

Conforme o boletim, o óbito foi informado equivocadamente pelo município. O bebê, no entanto, teve de fato um diagnóstico de Influenza A, mas evoluiu para cura no dia 2 de abril deste ano.

Neste ano, oito pessoas morreram por gripe em Mato Grosso do Sul, sendo cinco em Campo Grande, dois em Corumbá e um em Ponta Porã. Entre os casos, um é por Influenza A H1N1, seis por Influenza A não subtipado e um por Influenza B.

Na Capital, vítimas foram três homens, dois de 82 anos e um de 80, e duas mulheres, de 89 e 41. Todos tinham como comorbidades doenças crônicas. Em Corumbá, vítimas são duas mulheres, ambas de 66 anos, sendo uma sem nenhuma doença pré-existente. Já a vítima de Ponta Porã era uma mulher de 68 anos, que tinha doença cardiovascular e doença hepática crônicas.  

De janeiro até sexta-feira, foram notificados 1.006 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave, sendo confirmados 36 deles como Influenza.

Em todo o ano passado, 68 pessoas morreram vítimas da doença no Estado. 

 

Felpuda


Entre sussurros, nos bastidores políticos mais fechados, os comentários são que história apregoada por aí teria sido construída para encobrir o que realmente foi engendrado em conversa que resultou em negociata. 

O script foi na base do “você finge que é assim, e nós fingimos que acreditamos”. 

Batido o martelo, a encenação prosseguiu e, conforme o combinado, deverão ser apresentados novos episódios.

Ah, o poder!