Clique aqui e veja as últimas notícias!

PANDEMIA

Protesto contra restrições anti-Covid termina em confronto na Bélgica

Restrições visam evitar sobrecarga no sistema de saúde e mortes desnecessárias
21/11/2021 21:00 - FOLHAPRESS


BRUXELAS, BÉLGICA (FOLHAPRESS) - Depois de duas noites de protestos violentos contra restrições para combater a Covid na Holanda, confrontos entre manifestantes e policiais chegaram à Bélgica na tarde deste domingo.

Milhares de pessoas se reuniram ao redor da Gare du Nord, em Bruxelas, para protestar contra o que veem como restrições à liberdade: o uso obrigatório de máscaras a partir de 10 anos de idade e a volta ao trabalho em casa quatro dias por semana, se possível.

Ambas passam a valer a partir desta segunda (22). Segundo o governo belga, as restrições visam evitar sobrecarga no sistema de saúde e mortes desnecessárias. Em nota, os organizadores do protesto dizem que as medidas "não constituem uma solução estrutural para os serviços de saúde".

Um dos países com maior taxa de mortes por habitantes na primeira onda de Covid, provocada principalmente por surtos em asilos –além da contabilidade mais ampla que a de outros países–, a Bélgica controlou a pandemia com um confinamento duro em 2020.

Neste ano, relaxou as regras ao mesmo tempo em que adotou uma das mais bem-sucedidas campanhas de vacinação da Europa: receberam todas as doses 75% da população total –podem se imunizar os que têm ao menos 12 anos.