Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COVID-19

MS tem 434 novos casos de Covid-19 e ocupação de leitos preocupa

Número de casos confirmados da doença no Estado chega a 10.687, óbitos somam 128
07/07/2020 12:57 - Gabrielle Tavares


Com mais 434 exames positivos para o coronavírus nas últimas 24 horas, o número de casos confirmados da doença no Estado chega a 10.687. O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, disse em transmissão ao vivo realizada nesta terça-feira (7) que o número de pessoas internadas no Estado é preocupante.  

Dos 10.687 casos confirmados, 3.255 estão em isolamento domiciliar, 7.081 estão sem sintomas e já estão recuperados e 235 estão internados, sendo 126 em hospitais públicos e 109 em hospitais privados. Doze pacientes internados são procedentes de fora do Estado.

“O número de pessoas recuperadas é algo que precisa comemorar, percentual que chega a quase 70%, número bom”, relatou Resende. Ele reforçou ainda que o aumento de internados aumenta todos os dias e lembrou que a taxa de ocupação de leitos do Hospital Regional chega a mais de 70%.

“Além dos residentes daqui, temos 12 pessoas que vieram de outros estados. São pessoas que tem convênios médicos ou procuraram hospitais privados”, explicou o secretário.  

Com mais 227 casos, Campo Grande alcança 3.391 confirmações. Dourados chega a 3.095 com mais 75 positivos, e Chapadão do Sul 191, com mais 9. O Laboratório Central de Mato Grosso do Sul (Lacen-MS), acumula 2.547 amostras a espera de análise, os casos sem encerramento pelos municípios chegam a 2.045. Dados que podem resultar em alto número de casos confirmados nos próximos dias.

Óbitos

Foram registrados seis óbitos, passando para 128 mortes pela doença em Mato Grosso do Sul. Na segunda-feira (06) faleceu um homem de 82 anos, em Dourados. Ela tinha doença cardiovascular crônica e obesidade, testou positivo para Covid-19 no dia 20 de junho.  

Outro homem original de Dourados, de 56 anos, sofria de pneumopatia crônica e doença hepática crônica, faleceu também na segunda-feira. Em Alcinópolis, um homem de 74 anos também foi a óbito ontem, ele tinha doença renal crônica e diabetes.

Em Campo Grande, duas mulheres, uma de 77 anos e outra de 72 anos, faleceram na segunda-feira e no domingo, respectivamente. As duas sofriam de hipertensão, a de 72 possuía ainda diabetes. Já em São Gabriel do Oeste, uma mulher de 36 anos foi a óbito na sexta-feira (03), ela tinha doença renal crônica e imunodeficiência/imunodepressão.

 
 

Felpuda


É quase certo que a aposentadoria deverá ocorrer de maneira mais rápida do que se pensava em determinado órgão. O que deveria ser a tal ordem natural dos fatos acabou sendo atropelada por acontecimentos considerados danosos para a imagem da instituição. Os dias estão passando, o cerco apertando e já é praticamente unanimidade de que a cadeira terá de ter substituto. Mas, pelo que se ouve, a escolha não deverá ser com flores e bombons de grife.