Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PANDEMIA

Bolsonaro edita decreto e determina casas lotéricas e atividades religiosas como serviços essenciais

Decreto estabelece que funcionamento deverá obedecer determinações do Ministério da Saúde
26/03/2020 08:30 - Bruna Aquino


O presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) editou decreto que torna as casas lotéricas e as atividades religiosas, parte da lista de atividades e serviços considerados essenciais em meio ao combate ao novo coronavírus no Brasil.  O decreto editado foi publicado na edição desta quinta-feira (26) no diário da União.

Ao ser considerado essencial, o serviço ou atividade fica autorizado a funcionar a partir de hoje mesmo, durante restrição, ou quarentena em razão do vírus. No entanto o decreto estabelece que essas atividades devem cumprir as orientações do Ministério da Saúde. 

QUARENTENA
Em fevereiro, Bolsonaro sancionou a lei que trata de quarentena durante a epidemia de coronavírus no Brasil. Na sexta-feira (20), o presidente alterou o texto da lei por meio de uma medida provisória, que estabeleceu que devem ser resguardados da quarentena "o exercício e o funcionamento de serviços públicos e atividades essenciais".

Por meio da mesma MP, Bolsonaro tem poder para definir por decreto o que é serviço público e atividade essencial.

No decreto, 35 itens foram incluídos, entre eles, assistência à saúde, segurança pública e transporte intermunicipal, interestadual e internacional de passageiros. Nesta quinta, o presidente alterou esse decreto para incluir mais 12 atividades – entre elas, as religiosas.

 

*com informações do G1

Felpuda


Dia desses, há quem tenha se lembrado de opositor ferrenho – em público –, contra governante da época, mas que não deixava de frequentar a fazenda de “sua vítima” sempre que possível e longe dos olhos populares. Por lá, dizem, riam que só do fictício enfrentamento de ambos, que atraía atenção e votos. E quem se lembrou da antiga história garantiu que hoje ela vem se repetindo, tendo duas figurinhas carimbadas nos papéis principais. Ô louco!