Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DOIS MIL HECTARES

Bombeiros controlam fogo nas regiões da Serra do Amolar e da Nhecolândia

Incêndio de grandes proporções atingiu as duas regiões, sendo combatido por equipe de nove bombeiros e membros do PrevFogo
08/08/2020 16:55 - Nyelder Rodrigues


A equipe do Corpo de Bombeiros que trabalha no combate aos focos de incêndio e na contenção das grandes queimadas no Pantanal conseguiu controlar o fogo que queimou uma grande área na região da Nhecolândia, à leste de Corumbá. O incêndio de grandes proporções consumiu mais de 2 mil hectares de duas fazendas daquela localização.

O trabalho intenso durou três dias e evitou que mais campos fossem devastados, contando com nove bombeiros, além da colaboração de peões e maquinários das fazendas afetadas e vizinhas. Brigadistas do PrevFogo também atuam na Serra do Amolar, às margens do rio Paraguai.  

Outros 10 homens do Corpo de Bombeiros, com quatro viaturas, estão de plantão para atender casos emergenciais no entorno de Corumbá. "Se não fosse a ação dos bombeiros, com certeza teria queimado tudo. Tivemos duas invernadas 100% consumidas e a fazenda ao lado devastada", conta Maria Regina Sebben, proprietária da fazenda Ita.

Responsável pelas ações, o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, Frederick Caldeira informou que há um alerta permanente devido à ocorrência de focos de calor na fronteira com a Bolívia, a oeste da cidade, que amanheceu neste sábado (8) sem o incômodo da fumaça e fuligem.  

A fazenda Conquista, uma vizinha da Ita, se resguardou fazendo aceiro e auxiliou no combate aos incêndios cedendo seu maquinário. Na Ita, o fogo queimou cerca de 800 hectares, e na Paiol, 1,3 mil hectares.

 
 

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!