Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

JANEIRO A JULHO

Bonito recebe 85,7 mil visitantes e turismo injeta R$ 102 milhões na economia da cidade

Município de Mato Grosso do Sul é um dos 65 destinos indutores do turismo brasileiro
28/08/2015 10:30 - VÂNYA SANTOS


 

Bonito recebeu 85,7 mil visitantes de janeiro a julho deste ano e a movimentação gerou receita de R$ 102 milhões à cidade, conforme o primeiro boletim divulgado pelo Observatório do Turismo de Bonito, centro de pesquisas criado pelo Bonito Convention & Visitors Bureau, em parceria com Secretaria Municipal de Turismo, prefeitura e Câmara Empresarial de Turismo de Mato Grosso do Sul. O município é um dos 65 destinos indutores do turismo brasileiro e, no ano passado, foi premiado pelo Ministério do Turismo por ser um dos mais competitivos em cooperação regional e atrativos turísticos.

“Pela primeira vez temos dados concretos sobre o fluxo turístico e econômico. É um instrumento que facilita a tomada de decisões e a implantação de melhorias na cidade”, afirmou a secretária de Turismo, Indústria e Comércio do município, Juliane Salvadori.

Segundo levantamento, a maior taxa de ocupação dos hotéis ocorreu em janeiro (81%), quando o valor médio das diárias era de R$ 480. A maior parte dos visitantes veio de São Paulo (33,3%) e Rio de Janeiro (14,8%). Quanto aos visitantes estrangeiros, os paraguaios lideraram o ranking, seguidos por norte-americanos e argentinos.

ATRATIVO
A Gruta do Lago Azul, principal atrativo turístico da região, é também a maior referência sobre a movimentação turística do município. Distante 20 km do centro de Bonito, a Gruta registrou a maior taxa de ocupação nos meios de hospedagem dos últimos dez anos (60%). O crescimento foi quase o dobro em comparação com 2005 (32%).

Felpuda


Depois de se “leiloar” durante meses, e afirmando que estava até escolhendo o município para se candidatar a prefeito, ex-cabeça coroada não só não recebeu acenos amistosos, como também não encontrou portas abertas com tapete vermelho a esperá-lo. 

Assim, deverá pendurar as chuteiras e fazer como cardume em seu pesqueiro: nada, nada...